redes
redes

Benefícios da dança

Rafaela Fusieger

Melhora da qualidade de vida e fortalecimento muscular estão entre os motivos para praticar esta atividade.

19 Dezembro 2016 -
Pare um instante para relembrar: quando foi a última vez que você aproveitou para dançar? Embora a dança ainda seja vista por muitas pessoas apenas como diversão, essa atividade proporciona os mesmos benefícios obtidos com a prática de outros tipos de exercícios físicos. Conforme a Escola de Medicina de Harvard (Harvard Medical School), estudos demonstraram que dançar regularmente pode fortalecer os ossos e os músculos, contribuir para a redução da gordura corporal, aumentar a capacidade aeróbica e auxiliar no controle da pressão arterial. 
 
Os benefícios que a dança pode trazer envolvem também a saúde mental. Dançar ajuda a estimular o sistema de recompensa do cérebro (área encarregada de receber estímulos de prazer e transmiti-los para o corpo todo), podendo melhorar a qualidade de vida do praticante. Além do mais, a dança é acessível a todas as idades. Diversos são os ritmos, cada um com suas particularidades de movimento, alguns mais intensos e outros mais calmos. 
 

Fonte: Fonte: Harvard Medical School / Drauzio Varella


Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Qualidade de Vida.

Ver todas
Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2017 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar