redes
redes

8 dicas de saúde para mulheres

Texto: Rafaela Fusieger

Cuidados específicos ligados à higiene íntima, fertilidade e alimentação podem contribuir para desfrutar de dias mais saudáveis e tranquilos ao longo da vida.

01 Março 2017 -

 

1. Controle o estresse.

O estresse pode gerar consequências impactantes para a saúde, como depressão, ansiedade e doenças cardíacas. Avalie as mudanças que precisam ser feitas na rotina para reduzir seu nível de estresse e, em seguida, coloque-as em prática.

2. Opte pela reeducação alimentar.

Comer de forma saudável não significa ter que sempre renunciar a opções como um pedaço de bolo de chocolate ou uma fatia de pizza. A ferramenta-chave é a moderação. Ingira diariamente frutas, legumes e alimentos integrais. Escolha fontes magras de proteína, como peixes e produtos lácteos com baixo teor de gordura (iogurte desnatado, leite desnatado, queijo branco, etc.).

3. Previna a osteoporose.

É importante ao longo de toda a vida ingerir alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, comer verduras de cor escura, como brócolis e couve, e peixes com ômega 3, como sardinha e salmão. Praticar regularmente atividade física e expor-se ao sol por 15 minutos diários, antes das 10h e depois das 16h, também são atitudes importantes.

4. Combine exercícios físicos.

Pratique de três a cinco vezes por semana uma combinação de exercícios físicos cardiorrespiratórios, de resistência e de peso. Eles ajudam a prevenir a osteoporose, doenças cardíacas, câncer e diabetes. O exercício também ajuda a melhorar a autoestima, o que é importante para a saúde mental da mulher.

5. Reflita sobre a fertilidade.

Embora muitas mulheres não tenham problema para conseguir engravidar depois dos 30 anos de idade ou, até mesmo, ter o primeiro filho depois dos 40 anos, a fertilidade da mulher pode começar a diminuir a partir dos 32 anos. Então, se você pretende ter filhos, converse com o seu médico sobre o assunto.

6. Cuide da higiene íntima.

Faça a higienização três vezes ao dia, de preferência utilizando água, sabonete especial para higiene íntima e usando somente os dedos. Caso a rotina movimentada não permita esse cuidado constante, utilize lenços umedecidos, para evitar que restos de papel e sujeiras orgânicas acumulem na vulva.

7. Dê atenção para as relações sexuais.

O sexo pode ajudar a reduzir o estresse. Se algo tem interferido negativamente na sua satisfação sexual, como secura vaginal ou dor durante a relação, converse com seu médico para encontrar uma solução.

8. Durma o suficiente.

Embora cada pessoa possua necessidades diferentes de sono, especialistas acreditam que o hábito de ter menos de sete horas de sono por noite pode trazer consequências negativas para o corpo e para o cérebro. O sono é essencial para a reparação de tecidos, crescimento, memória e aprendizagem.

Fonte: WebMD / Ministério da Saúde


Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Qualidade de Vida.

Ver todas
Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2018 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar