redes
redes

Parou de fumar?

Texto: Rafaela Fusieger

Conheça motivos para permanecer firme na decisão e atitudes que ajudam a evitar o ganho de peso nesta fase.

14 Fevereiro 2017 -
É comum ganhar peso depois de parar de fumar, especialmente durante os primeiros meses depois da mudança. Conforme informações da Mayo Clinic, organização que é referência mundial em pesquisas e práticas clínicas, fumar atua como um supressor do apetite e pode também aumentar ligeiramente o funcionamento do metabolismo. Ao parar de fumar, o apetite e o metabolismo voltam ao normal, o que pode gerar mais fome e a queima de menos calorias. Além disso, o olfato e o paladar melhoram depois de cessar com o hábito, tornando os alimentos mais atraentes. Por isso, se a comida for utilizada como rota de fuga, o ganho de peso pode acontecer rapidamente. 

Independentemente do ganho de peso, uma das melhores formas de manter-se firme no propósito de parar de fumar é lembrar constantemente dos benefícios que a mudança traz para a saúde. O Hospital Universitário da Universidade de São Paulo listou alguns motivadores: 

• Após oito horas sem fumar, o nível de oxigênio no sangue se normaliza; 
• Após dois dias sem fumar, o olfato e o paladar melhoram; 
• Após três semanas sem fumar, a respiração fica mais fácil; 
• De cinco a dez anos após parar de fumar, o risco de sofrer infarto é semelhante ao de quem nunca fumou. 

Para quem está disposto a largar o hábito e, ao mesmo tempo, manter ou reduzir as medidas corporais, clique nos itens abaixo e veja quatro dicas da Mayo Clinic que ajudam a evitar o ganho de peso também durante esta nova fase da vida.

 

 

Fonte: Mayo Clinic / Hospital Universitário USP


Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Qualidade de Vida.

Ver todas
Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2017 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar