redes
redes

Prevenção

Buscar doenças

Ou realize uma busca direta com o nome que deseja encontrar:

  • D
  • Doença Celíaca


    É um distúrbio digestivo que provoca intolerância permanente ao glúten, proteína encontrada no trigo, na aveia, na cevada, no centeio e em qualquer alimento que contenha esses cereais.


    Causa - voltar ao topo

    A predisposição genética determina o surgimento da doença, por isso ela pode ser caracterizada como um distúrbio hereditário. A intolerância ocorre porque uma parte da molécula do glúten combina-se com anticorpos e causa uma reação inflamatória na mucosa do intestino delgado, com conseqüente achatamento deste revestimento intestinal, que, normalmente, tem o mesmo aspecto das cerdas de uma escova proporcionando uma maior capacidade de absorção dos alimentos. O achatamento deixa a superfície lisa, o que debilita a digestão e a absorção dos nutrientes. Quando os alimentos que contêm glúten são evitados, a superfície intestinal recupera seu aspecto normal em escova e a função intestinal retorna ao normal.

     

    Principais sinais e sintomas - voltar ao topo

    A intolerância pode manifestar-se em qualquer idade, mesmo no indivíduo adulto. Mas ela geralmente começa na infância, entre o primeiro e o terceiro ano de vida.

    Os sintomas mais comuns em crianças que entram em contato com o glúten e são portadoras de Síndrome Celíaca são diarréia, déficit de crescimento, vômitos, abdome inchado e fezes anormais na aparência, no odor e na quantidade. Já nos adultos, o apetite aumenta mas há perda de peso, fraqueza, fadiga e anemia.

     

    Complicações - voltar ao topo

    Dependendo da quantidade de glúten ingerido ou da freqüência que se costuma comer alimentos com a proteína, os portadores do distúrbio podem apresentar concentrações baixas de proteínas, de potássio ou de sódio no sangue. A deficiência de protrombina (uma substância importante para a coagulação sangüínea) faz com que o indivíduo apresente com freqüência manchas escuras ou avermelhadas na pele em decorrência do extravasamento de sangue (equimoses) e sangramento prolongado após uma lesão. As meninas com doença celíaca podem não apresentar menstruações em virtude do prejuízo nutricional que a doença ocasiona. Uma das possíveis complicações da doença é o linfoma (doença neoplásica do tecido linfóide).

     

    Tratamento - voltar ao topo

    A única forma de evitar os sintomas e complicações da doença é eliminar da dieta todos os alimentos que contenham glúten. Vale lembrar que isso não é uma tarefa fácil. A enorme quantidade de produtos alimentícios contendo glúten, a falta de informação dos familiares sobre a doença e o alto preço dos alimentos produzidos sem a proteína dificultam a vida dos indivíduos que têm o distúrbio.

     

    Fonte: Manual Merck de Medicina, Ministério da Saúde e site www.semgluten.com.br
    Autor: Mariana Mesquita
    Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico científico do Portal Unimed

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Prevenir.

Ver todas

Conheça

Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2020 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar