redes
redes

Prevenção

Buscar doenças

Ou realize uma busca direta com o nome que deseja encontrar:

  • A
  • Anorexia Nervosa


    Algumas características são determinantes para o diagnóstico do distúrbio:

    - Medo de engordar que não diminui mesmo quando há redução do peso.
    - Distúrbio da percepção da forma, do tamanho e do peso corporal. A auto-imagem está prejudicada, ou seja, a pessoa se vê mais gorda do que realmente é - às vezes está magérrima, mas quando se olha no espelho enxerga uma mulher com formas grandes e acima do peso.
    - Manutenção de peso corporal abaixo do nível normal mínimo para sua idade e altura, ou seja, inferior a 85% do peso considerado normal.
    - Ausência de pelo menos três ciclos menstruais no sexo feminino.

    Causa - voltar ao topo

    Os especialistas ainda não têm certeza da causa da doença. Porém, vários fatores psicológicos podem ser enumerados como possíveis causadores do distúrbio tais como: acontecimentos vitais estressantes, como sair de casa para cursar a universidade, ou uma decepção amorosa, entre outros.

    Apesar de não ser possível definir as causas exatas da anorexia, há pesquisas que demonstram um provável perfil das pessoas mais propensas a desenvolver o distúrbio. O maior risco está entre as jovens, e o período de maior incidência vai dos 12 aos 14 anos e dos 17 aos 18 anos de idade. Mais de 90% dos casos de anorexia nervosa ocorrem em mulheres e em cerca de 45% dos casos há história prévia de regime de emagrecimento.

    Evolução- voltar ao topo

    Algumas atitudes e reações são características da evolução do distúrbio:

    - Desinteresse por alimentos. A perda de peso em geral é obtida, principalmente, através da redução do consumo alimentar total. Embora os indivíduos possam começar excluindo de sua dieta aquilo que percebem como sendo alimentos altamente calóricos, a maioria termina com uma dieta muito restrita, por vezes limitada a apenas a alguns alimentos, abandonando mesmo alimentos que anteriormente apreciavam.

    - Algumas pacientes fazem uso de métodos adicionais de perda de peso que incluem auto-indução de vômito, uso indevido de laxantes e diuréticos, além de exercícios físicos intensos ou excessivos.

    - A preocupação doentia com a forma física faz com que o anoréxico empregue uma ampla variedade de técnicas para estimar seu peso, como pesagens excessivas, medições obsessivas de partes do corpo e uso persistente de um espelho para a verificação das áreas percebidas como "gordas".

    - A perda de peso é vista como uma conquista notável e como um sinal de extraordinária autodisciplina, ao passo que o ganho de peso é percebido como um inaceitável fracasso do autocontrole.

    Complicações - voltar ao topo

    A alimentação insuficiente acarreta inúmeros problemas que incluem: desidratação, desnutrição, tonturas; fadiga; câimbras; perda de cabelo; alterações do esmalte dentário; interrupção das menstruações; obstipação intestinal. O metabolismo se altera de modo expressivo, podendo ocorrer distúrbios eletrolíticos, hipoglicemia, hipocolesterolemia, redução dos níveis de hormônios sexuais, tireoidianos e hipofisários. As alterações psíquicas e comportamentais como depressão e tentativa de suicídio são freqüentes. Toda esta gama de complicações, às quais se agregam as modificações no funcionamento do sistema cardiovascular e renal, podem levar à morte repentina.

    Tratamento - voltar ao topo

    Em geral, o tratamento é realizado em duas etapas: a primeira é a restauração do peso corpóreo normal; a segunda consiste na psicoterapia, freqüentemente complementada com medicamentos. A primeira parte do tratamento é feita, normalmente, em ambiente hospitalar e o complemento pode ser feito ambulatorialmente, momento em que a assistência domiciliar pode ser muito importante.

    Fonte: PsiqWeb, National Institute of Mental Health -NIMH, livro “Meu corpo cresce comigo” e Manual Merck de Medicina
    Autor: Mariana Mesquita
    Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico científico do Portal Unimed

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Prevenir.

Ver todas

Conheça

Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2019 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar