redes
redes

Prevenção

Buscar doenças

Ou realize uma busca direta com o nome que deseja encontrar:

  • C
  • Conjuntivite


    É uma inflamação na conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. Geralmente, atinge os dois olhos.

    Causa - voltar ao topo

    São diversos agentes causadores que provocam variações da doença:

    • na conjuntivite irritativa, a inflamação é causada por fatores externos, como o contato com elementos tóxicos: substâncias químicas, fumaça, poluição do ar, sabão, maquiagens, cloro, produtos de limpeza, etc; o uso prolongado de lentes de contato também pode provocar a doença;

    • a conjuntivite alérgica está ligada a fatores que provocam alergia em determinadas pessoas; a inflamação, que pode ser sazonal, é causada na maioria das vezes por alergia a pólen e perfumes em spray;

    • a conjuntivite infecciosa é causada por vírus, bactérias ou fungos.

    Transmissão - voltar ao topo

    A secreção decorrente do processo inflamatório, quando a conjuntivite é de origem infecciosa, funciona como veículo para transmissão da doença. Por isso, a fase em que o paciente produz secreção é a mais propícia para a transmissão. Piscinas não tratadas, lagos e água do mar podem ser meios de transmissão, dependendo da contaminação da água. O uso da mesma toalha ou outro objeto que tenha resquícios da secreção de uma pessoa com conjuntivite infecciosa também pode ser um meio de contágio da doença.

    As conjuntivites virais são com mais freqüência causas de epidemias.

    Principais sinais e sintomas - voltar ao topo

    A maioria dos sinais e sintomas são semelhantes para os três tipos de conjuntivite:

    - olhos vermelhos e lacrimejantes;
    - ardência e coceira na região ocular;
    - sensação de corpo estranho (areia ou ciscos) nos olhos;
    - maior sensibilidade ou dor ao olhar para a luz;
    - pálpebras inchadas e que podem amanhecer grudadas;
    - secreção esbranquiçada ou amarelada.

    Os sinais e sintomas duram em média quinze dias. As infecções bacterianas e virais podem ser mais graves e persistentes.

    Tratamento - voltar ao topo

    O médico pode receitar pomadas ou colírios para aliviar o desconforto e acabar com a infecção, mas, na maioria dos casos, a inflamação passa em duas semanas sem que seja necessário o uso de remédios. Nos casos de conjuntivite bacteriana, o uso de antibióticos pode ser indicado para reduzir os sintomas. No entanto, é essencial saber que não se deve usar nenhum tipo de medicamento sem consultar um médico. Alguns colírios são altamente contra-indicados porque podem provocar sérias complicações e agravar o quadro.

    Alguns procedimentos simples também melhoram os sintomas, como lavar os olhos e fazer compressas com água gelada, que deve ser filtrada ou fervida, ou com soro fisiológico.

    Se você tem alergia ou intolerância a algum produto químico, mantenha-se longe dele durante e depois da crise.

    Quando um indivíduo com conjuntivite apresenta algumas reações como dor ocular interna, dor ao movimentar os olhos, febre, secreção contínua após o término da medicação, aumento da sensibilidade à luz e nenhum desses sintomas melhoram com a medicação, é preciso ir ao médico.

    Prevenção - voltar ao topo

    Para prevenir a transmissão, enquanto estiver doente, tome as seguintes precauções:

    • Lave com freqüência o rosto e as mãos uma vez que estas são veículos importantes para a transmissão de microorganismos.
    • Aumente a freqüência de troca de toalhas ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos.
    • Não compartilhe toalhas de rosto.
    • Troque as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise.
    • Lave as mãos antes e depois do uso de colírios ou pomadas e, ao usá-los não encoste o bico do frasco no olho.
    • Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite, ou se estiver usando colírios ou pomadas.
    • Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.
    • Evite coçar os olhos para diminuir a irritação.
    • Evite aglomerações ou freqüentar piscinas de academias ou clubes.
    • Evite a exposição a agentes irritantes (fumaça) que podem causar a conjuntivite.

    Fonte: Portal da Retina e Biblioteca Virtual em Saúde- Ministério da Saúde
    Autor: Vivian Beltrame Awad
    Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico científico do Portal Unimed

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Prevenir.

Ver todas

Conheça

Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2019 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar