redes
redes

Alertas sobre o uso de produtos para o cabelo

Texto: Rafaela Fusieger

Ministério da Saúde divulga orientações sobre tinturas capilares e produtos alisadores que contenham formol em sua composição.

24 Fevereiro 2017 -
Alisar os cabelos tornou-se uma prática cada vez mais comum entre as pessoas que têm cabelos cacheados ou ondulados. A grande maioria dos salões de beleza oferece este serviço utilizando fórmulas alisadoras. Mas, conforme o Ministério da Saúde, o método pode ser uma ameaça à saúde quando uma substância química chamada formol é adicionada irregularmente ao produto alisador. Desde 2009, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu que o formol puro seja comercializado no Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, “o formol é permitido na legislação dos cosméticos apenas para conservar produtos e como agente endurecedor de unhas. Em ambos os casos o formol é adicionado durante o processo de fabricação, na indústria, e não depois, quando o produto já está pronto”. Porém, mesmo com alertas constantes sobre os riscos desta substância química, ainda é frequente a utilização de alisadores clandestinos que contém concentração elevada de formol.

O cheiro forte é a principal característica dos alisadores com alta concentração de formol. Para evitar problemas de saúde, o consumidor deve questionar o profissional de beleza sobre o produto que será utilizado e ficar atento ao cheiro emitido no momento da aplicação. Para alertar os consumidores, o Ministério da Saúde divulgou material contendo os riscos de utilizar produtos com quantidade excessiva de formol, além de cuidados que precisam ser tomados com as tinturas de cabelo.
 
Contato com a pele: pode provocar irritação à pele, queimaduras, dor, vermelhidão e queda de cabelo.
Contato com os olhos: pode provocar irritação, ardência, vermelhidão e lacrimejamento. 
Inalação: pode provocar dor de garganta, tosse, falta de ar e irritação do nariz.
Exposição frequente: pode provocar dores de barriga, desmaios, enjoos, vômitos, feridas na boca, olhos e narinas.

 

Não utilize tinturas de cabelo nas sobrancelhas e cílios, pois são quimicamente agressivas e podem provocar danos graves aos olhos.
Se o couro cabeludo estiver irritado ou lesionado não é recomendável aplicar a tintura de cabelo.
Antes de cada utilização da tintura, faça a prova de toque, conforme instruções constantes no rótulo do produto.
Não utilize a tintura se após a prova de toque surgirem reações anormais como vermelhidão, coceira e inchaço no local.

 

Fonte: Ministério da Saúde


Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Cadastre-se para receber o Boletim Viver Bem.

Arquivo

Veja todas as notícias de Comportamento.

Ver todas
Área restrita para colaboradores e cooperados:

Portal Nacional de Saúde - Unimed Brasil | Copyright 2001-2018 Portal Unimed. Todos os direitos reservados. Agência Nacional de Saúde Suplementar