Voltar

AVC: estilo de vida saudável reduz riscos

AVC: estilo de vida saudável reduz riscos

Você sabia que alguns fatores de risco para a ocorrência de um Acidente Vascular Cerebral podem ser evitados?

AVC: estilo de vida saudável reduz riscos

29 Outubro 2018

O Dia Mundial de Combate ao AVC, celebrado em 29 de outubro, alerta para a prevenção do Acidente Vascular Cerebral, também conhecido como derrame cerebral, e chama atenção para a necessidade de reconhecer os sintomas para o diagnóstico precoce.

Segundo o Ministério da Saúde, o AVC é uma das principais causas de mortalidade e incapacidade adquirida no Brasil. Caracterizado por uma alteração na circulação sanguínea no cérebro, o AVC tem dois subtipos: o AVC isquêmico, causado pela falta de sangue em uma área do cérebro, por causa da obstrução de uma artéria; e o AVC hemorrágico, ocasionado pelo rompimento de um vaso cerebral, gerando sangramento em algum ponto do sistema nervoso.

A Rede AVC Brasil, organização que reúne profissionais de diversas áreas com a finalidade de melhorar a assistência a pacientes e reduzir o número de casos da doença, chama atenção para o fato de que a população não sabe identificar os sintomas e também não reconhece os fatores de risco, que, se observados, podem reduzir a incidência de AVCs.

Fatores de risco evitáveis

Alguns fatores de risco que contribuem para a ocorrência do AVC não podem ser modificados, como idade (incidência cresce com o envelhecimento) e sexo (maior tendência entre os homens). Mas, quando se fala em prevenção, a questão é que alguns fatores podem ser evitados ou controlados por meio da mudança no estilo de vida e do tratamento para problemas de saúde associados. Além de reduzir o risco para um derrame cerebral, certos cuidados também se refletem na qualidade de vida.

 

Menos gordura na dieta. Casal de idosos sentados à mesa e comendo uma salada.

O excesso de gordura pode causar problemas nas artérias e reduzir o fluxo sanguíneo, aumentando a chance de um AVC. Uma dieta mais equilibrada permite reduzir esses riscos.

 

Atividades físicas - Mulher com halter na mão dentro da academia

A prática regular de exercícios físicos diminui os riscos de doença vascular, assim como influencia para a melhora nos quadros de diabetes, hipertensão e altos níveis de colesterol, todos fatores de risco para um AVC.

 

Abandonar o cigarro - Senhor tossindo é examinado por um médico

As substâncias químicas presentes no cigarro geram alterações no sistema circulatório, aumentando os riscos de um Acidente Vascular Cerebral. Esse é mais um motivo para parar de fumar.

 

Menos consumo de álcool. Casal de idosos bebe vinho branco

O mesmo vale para o consumo excessivo de bebida alcoólica, que também pode ocasionar hipertensão e níveis inadequados de colesterol no sangue.

 

Doenças controladas. Mulher com remédio na mão é orientada por uma enfermeira.

Para quem sofre com doenças associadas ao maior risco de AVC, como diabetes e doenças do coração, é importante respeitar o tratamento e tomar os medicamentos conforme orientado pelo médico, para mantê-las sob controle.

 

Atenção aos sinais

Profissionais e instituições de saúde ressaltam que o diagnóstico precoce e tratamento com maior sucesso para uma situação de AVC vão depender do tempo que o paciente leva para ser atendido. De acordo com o Ministério da Saúde, nas primeiras três horas após o derrame, ainda é possível reverter a maior parte dos danos causados. Por isso, a importância de saber reconhecer os sintomas e procurar assistência médica.

E quais são esses sinais de alerta?
  • Diminuição da força muscular ou formigamento na face, braços e pernas, especialmente se for em um lado do corpo

  • Dificuldade na fala

  • Alteração na visão

  • Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente

  • Confusão mental, tontura e perda da coordenação motora


Texto: Thaís Guimarães / Design: Alex Mendes

Fonte: Ministério da Saúde, Rede Brasil AVC e Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (9 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em