Campanha da Unimed Cascavel dá novo valor ao lixo eletrônico

        12 de fevereiro, 2019

A tecnologia do século XXI avança a passos largos e rápidos. A velocidade é tanta que os equipamentos eletrônicos modernos de hoje logo se tornam obsoletos. O resultado ambiental desta corrida tecnológica é um volume cada vez maior de lixo eletrônico, cujo destino pode ser mais bem planejado.

Reforçando o pilar da sustentabilidade, a Unimed Cascavel fez constantes campanhas de arrecadação de itens descartados pela própria cooperativa, bem como pelos colaboradores. “Esses equipamentos possuem substâncias químicas, como Mercúrio e Chumbo, que são altamente contaminantes do solo e da água. Por isso, a proposta da Unimed Cascavel é arrecadar esses equipamentos para que eles não sejam misturados nos aterros de lixo comum, mas fazer a destinação correta”, explica a coordenadora de Sustentabilidade da cooperativa de saúde, Tatiane Trespach.

“Entendemos por sustentabilidade um tripé formado pelas áreas social, econômica e ambiental. Se estas três áreas estiverem equilibradas, as coisas funcionam e os resultados são entregues com qualidade para a empresa, para a sociedade e para o planeta”, acrescenta a superintendente de Administração da Unimed Cascavel, Luciana Lazzari.

Em 2019, foram mais de 100 kg de lixo eletrônico destinados ao Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto, onde o material tem muita utilidade. Depois de uma triagem, os equipamentos que não têm mais serventia são descartados corretamente. Já aqueles cujas peças podem ser reaproveitadas são enviados para a montagem de outras máquinas, trabalho feito por alunos dos cursos técnicos da instituição. Além dos benefícios ao planeta e do auxílio na educação dos alunos de CEEP, ainda há uma terceira vantagem: alguns equipamentos restaurados são doados para instituições e famílias carentes.

“Cada curso do CEEP entra com uma parte no projeto, incluindo Eletrônica, Eletromecânica e Informática e curso técnico de Meio Ambiente. Ideias como esta, da Unimed Cascavel, melhoram a saúde do planeta”, finaliza Sheila Zini, coordenadora de laboratório do CEEP.

Sustentabilidade. Esse é o plano.


Assuntos em destaque: