Na Medida: Histórias de quem eliminou peso no projeto da Unimed Cascavel

        26 de outubro, 2020


 

Quando alguém decide emagrecer, esse é o primeiro passo de uma caminhada transformadora – e nem sempre fácil. Seguir neste caminho ao lado de pessoas com o mesmo objetivo facilita bastante. A ajuda é ainda maior quando profissionais de várias áreas oferecem as orientações necessárias para a mudança de hábitos.


 

A auxiliar administrativa Franciele Zonta percebeu que era preciso mudar a forma de encarar a vida quando o filho, um menino de apenas quatro aninhos, também começou a acumular peso. Para proporcionar um grande bem a toda a família, ela se inscreveu no projeto Na Medida, da Unimed Cascavel, cumpriu todo o conteúdo de aulas teóricas e práticas e não faltou às aulas na academia, patrocinadas por três meses pela cooperativa de saúde. “Foi excelente! Já eliminei dez quilos, estou vivendo e dormindo melhor e tenho mais ânimo para tudo”, comemora a participante.


 

As atividades físicas estimuladas pela Unimed Cascavel são realizadas na academia Curves, parceira do projeto Na Medida. As aulas funcionais incluem um circuito de exercícios que não deixa ninguém parado. “Os participantes ganharam uma camiseta da Unimed e isso reforçou ainda mais o sentimento de formar um time pela saúde, em que um motiva o outro. Aqui, ninguém desiste de ninguém”, afirma a educadora física Aline Costa Santos.

Gerente de peças agrícolas, Gilberto FilaKosKi também decidiu viver melhor. Eliminou cinco quilos com a ajuda do projeto. “Foi a minha esposa quem ficou sabendo do Na Medida e me perguntou se eu queria participar. Eu disse que sim e não me arrependo. Claro que toda mudança exige empenho, mas eu consegui! Reaprendi a comer e a me exercitar. A eficiência da Medicina Preventiva da Unimed Cascavel tem sido uma fonte de inspiração para mim”, conta o participante.


 

Disposta a cumprir o cronograma, a participante Francine Fátima Matos veio de Santa Tereza do Oeste para eliminar peso com a ajuda do Na Medida. “O deslocamento vale à pena, porque tudo isso aqui tem um papel motivacional para mim. Já eliminei seis quilos e estou concluindo o projeto muito mais consciente sobre os cuidados comigo mesma”, conta a participante, que juntou-se ao grupo para entregar uma orquídea para expressar a gratidão à psicóloga e à nutricionista da Unimed.


 

Integrante de outra turma do projeto, Eliane Avancini também cumpriu todo o calendário do programa. “Vim nos três meses de aula teórica, acompanhando presencialmente de 15 em 15 dias as orientações da psicóloga e da nutricionista da Unimed, criamos um grupo de WhatsAPP para informações complementares on-line e também fiz questão de ir à academia. Além de tudo isso, a Unimed ainda oferece mais três meses de orientação nutricional individual para cada um de nós. A gente até sabe que precisa se alimentar direitinho, o problema é que, no dia a dia, nem sempre é assim. Aqui, em grupo, o desafio fica mais possível de ser vencido.”

Eliane aprendeu receitas saudáveis para incluir na dieta diária e conta ter adotado um novo costume sempre que vai ao supermercado: “A nutricionista nos ensinou a ler os rótulos dos alimentos. Agora, eu só compro um produto depois de ler. São dicas que fazem toda diferença e que nos estimulam à prevenção,” ressalta.

Leia os rótulos

“O rótulo dos alimentos é a comunicação que o produto tem com o consumidor. O problema é que as pessoas não costumam ler. É por isso que eu ensino a ler o rótulo e mostro coisas que, muitas vezes, enganam os consumidores. Por exemplo: eu ensino uma lista de nomes que são todos açúcares disfarçados nos alimentos. Além disso, tem o caso da bolacha recheada, que na embalagem indica ‘0% de gordura trans’, mas na lista de ingredientes aparece a gordura hidrogenada" alerta a nutricionista Gabriella Vieira, da Unimed Cascavel.

Uma história, muitas vitórias!

Bruno Lucas Bresolin ainda era criança quando foi diagnosticado com grau leve do Transtorno do Espectro Autista (TEA). O jovem cheio de talentos e dono de um carisma sem igual vem batalhando dia a dia para vencer na vida. Entre as batalhas, está a briga contra a balança, por isso ele também participou do Na Medida. “Fui muito bem atendido e estou muito satisfeito com esse projeto. Nota 1000 pra toda a equipe. Vou levar o carinho que recebi e o conhecimento que me passaram”, agradece.

Todas essas histórias de vitória servem de recompensa para a equipe multidisciplinar que atua no projeto. “Essa turma foi composta por um pessoal muito engajado. Essas pessoas formam uma família. O comprometimento, a adesão e o apoio mútuo foi o que contribuiu sobremaneira para os excelentes resultados obtidos. Os encontros representam um pontapé inicial. Eles mostram que as mudanças são possíveis, que comida saudável pode ser muito saborosa, que a mudança comportamental é importante. Consideramos esses três meses de projeto como sendo o início de uma transformação, mas o ideal é que essa transformação seja para o resto da vida”, finaliza a psicóloga Ariella Sousa.


 

Cuidar de você. Esse é o plano.


Assuntos em destaque: