Unimed Cascavel sedia workshop de TI com várias Unimeds do PR

        01 de agosto, 2019

Tecnologia é ferramenta operada por pessoas para a solução de problemas. A frase resume de forma prática o workshop promovido em Cascavel pela Unimed Federação do Paraná, voltado principalmente aos profissionais da área de Tecnologia da Informação (TI). O encontro, realizado na sede da Unimed Cascavel, começou na quarta-feira (31) e terminou na quinta (1º), com a presença de representantes de oito singulares do estado. Uma empresa contratada pela Federação comandou os debates, que incluíram a apresentação das necessidades de cada singular.  “São sugeridas melhorias em cima desses fluxos. Tudo isso é conversado e colocado dentro de uma metodologia de design de serviços que, mais tarde, serve de base para a geração de insights que levem às mudanças práticas. É algo muito inovador que traz uma base muito sólida de conhecimento”, resume Polny Bruschi, coordenador de Tecnologia e Inovação da Unimed Cascavel.

O papel fundamental das pessoas diante das inovações tecnológicas foi destacado pelo diretor de Inovação e Desenvolvimento da Unimed Federação do Paraná, William Procópio dos Santos: “A maior importância disso é que a gente está lidando com pessoas. A inovação tem, sim, muito a ver com tecnologia, mas essa tecnologia representa apenas as ferramentas da inovação. A cultura da inovação é operada por pessoas, que são mais complexas e importantes do que as próprias ferramentas em si. Digo isso porque não adiante ter ferramentas à disposição e as pessoas não saberem modelar novos negócios, continuaram agindo sempre da forma mais tradicional e conservadora possível, ‘entupindo’ as áreas de TI com pedidos de soluções que não são inovadores, por exemplo.”

O workshop em Cascavel foi a segunda etapa de uma discussão que já havia começado na capital do estado, na Unimed Federação do Paraná, na presença das lideranças de cada uma das singulares. Agora, o assunto é disseminado para os demais colaboradores, com a intenção de usar os recursos tecnológicos para melhorar processos internos e, consequentemente, o atendimento aos beneficiários Unimed. 

Esse tipo de evento é importante porque todos vão falar e expor suas próprias necessidades e, no fim das contas, a gente percebe que muitas necessidades são iguais, independentemente se a Unimed é de pequeno, médio ou grande porte. Eventualmente você até tem necessidades específicas de algumas singulares. Mas, de maneira feral, as questões a serem resolvidas são muito semelhantes. Por isso, quando você consegue juntar todos para exporem as queixas e lutar por uma solução em comum, fica muito mais fácil, prático e ágil para todos”, finaliza Mauricio Garcia, diretor-presidente da Unimed Oeste do Paraná.

Inovação. Esse é o plano.


Assuntos em destaque: