Notícias Unimed Costa do Sol


null Janeiro Branco: por uma cultura da saúde mental

Janeiro Branco: por uma cultura da saúde mental

Texto: Comunicação
        18 de janeiro, 2022

A Unimed Costa do Sol está engajada no Janeiro Branco, uma Campanha dedicada a incentivar o cuidado com a saúde mental e emocional.

A pandemia enfrentada nos últimos dois anos trouxe fortes impactos para a saúde mental da população mundial.

Por isso, a iniciativa visa fomentar o diálogo e estabelecer sobre a saúde mental, a fim de quebrar tabus e promover uma cultura que priorize o bem-estar emocional dos indivíduos.

No Hospital Unimed Costa do Sol serão realizadas palestras e mesas redondas, com profissionais da psicologia e psiquiatria, que vão orientar e trazer informações aos colaboradores e pacientes. 

Com a pandemia do COVID-19, antigas necessidades da Saúde Mental viraram “emergências públicas”. Confirma os dados:

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia interrompeu serviços essenciais de Saúde Mental em 93% dos países do mundo e, ao mesmo tempo, intensificou a procura por esses mesmos serviços.

No Brasil, de acordo com uma pesquisa do Instituto FSB, 62% das brasileiras e 43% dos brasileiros afirmaram que a saúde emocional ‘piorou’ ou ‘piorou muito’ durante a pandemia. Outro estudo, desenvolvido pelo Instituto Ipsos e encomendado pelo Fórum Econômico Mundial, concluiu que 53% dos brasileiros achavam que sua Saúde Mental “tinha piorado bastante no último ano”.

Em um recente estudo realizado pela FIOCRUZ e outras seis universidades nacionais, enquanto 40% da população brasileira apresentavam sentimentos frequentes de tristeza e de depressão, outros 50% da mesma população apresentavam frequentes sentimentos de ansiedade e de nervosismo.

Em relação às faixas etárias iniciais da vida, uma pesquisa conduzida pelo UNICEF/Gallup mostrou que 22% dos adolescentes e jovens brasileiros de 15 a 24 anos se sentem deprimidos ou têm pouco interesse em ‘fazer coisas’.

12 atitudes para o mundo com mais saúde mental

  1. Políticas públicas para saúde mental
  2. Prática de exercícios físicos
  3. Práticas e hobbies terapêuticos
  4. Condições dignas de existência
  5. Qualidade de vida
  6. Contato com a natureza
  7. Vínculos sociais profundos
  8. Autoconhecimento
  9. Abertura a novos conhecimentos
  10.  Espiritualidade saudável
  11. Autonomia mental
  12. Sentidos próprios de vida