QUEM SOMOS

A Confederação Regional dos Estados do Sul - Unimed Mercosul é constituída para unificar procedimentos das Federações e Singulares de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, ela vem comprovando, nessas três décadas, sua eficácia na inovação e na gestão de projetos e serviços que proporcionam soluções práticas e geram redução de custos e agregação de valor para as Filiadas, contribuindo para a sua sustentabilidade. Guiada pelos princípios cooperativistas, a Unimed Mercosul segue uma jornada de sucesso, buscando constantemente a eficiência empresarial.  
MISSÃO

Integrar política e operacionalmente as Federações dos três estados do Sul do Brasil para o desenvolvimento e o fortalecimento do Sistema Unimed.

VISÃO

Ser reconhecida como polo integrador, gereador de conceitos, de conhecimento e de ações que resultem na melhoria da gestão das Federações dos três estados e suas Singulares

VALORES

Cooperativismo, Transparência, Proatividade, Sustentabilidade

NOSSAS ATIVIDADES

Voltar Unimed Mercosul reforça atuação na Gestão De Custos

Unimed Mercosul reforça atuação na Gestão De Custos

A Unimed Mercosul está reforçando a ação estratégica com vistas à gestão de custos junto às 68 Singulares dos três Estados, pelo impulso aos novos projetos em andamento e pela intensificação dos comitês e comissões em âmbito regional. Para colaborar no trabalho que já vem sendo desenvolvido, foi chamado o vice-presidente de Integração e Relações Estaduais da Unimed Federação/RS, Jorge Antônio Martines, com base no trabalho referencial que ele já desenvolve, com sucesso, no acompanhamento econômico-financeiro das Singulares gaúchas.
        22 de novembro, 2022
A Unimed Mercosul está reforçando a ação estratégica com vistas à gestão de custos junto às 68 Singulares dos três Estados, pelo impulso aos novos projetos em andamento e pela intensificação dos comitês e comissões em âmbito regional.     
Para colaborar no trabalho que já vem sendo desenvolvido, foi chamado o vice-presidente de Integração e Relações Estaduais da Unimed Federação/RS, Jorge Antônio Martines, com base no trabalho referencial que ele já desenvolve, com sucesso, no acompanhamento econômico-financeiro das Singulares gaúchas.

A escolha de Martines, como Assessor da Diretoria Executiva (ADE), foi oficialmente aprovada pelo Conselho de Administração na reunião do dia 21/10, realizada na sede da Confederação Regional em Florianópolis-SC.

“As expectativas e demandas junto à Unimed Mercosul vêm aumentando a cada ano, exigindo um reforço no time diretivo e operacional para melhorar a gestão dos custos”, explica o presidente Nilson Luiz May.

Com a experiência acumulada na Unimed/RS e em alinhamento com as Federações do Paraná e Santa Catarina, Jorge Martines já apresentou seu plano de trabalho ao Conselho. Conheça sua linha de ação na entrevista que segue.


Jorge Martines: 
“Foco está nos custos assistenciais”


Como analisa o atual estágio da Unimed Mercosul?
A Unimed Mercosul tem um papel essencial hoje para as Federações e as Unimeds dos três Estados do sul, tendo em vista seu propósito de união e identificação de possibilidades de ações conjuntas que possam trazer soluções para problemas comuns enfrentados por nossas Singulares, bem como gerar novos negócios que venham ao encontro do interesse de todas. 

E quais são os pontos que merecem mais atenção?
Hoje a questão principal que tem a necessidade de atenção é a elevação dos custos assistenciais, que impacta diretamente no resultado de nossas cooperativas. Por isso, as ações de auditorias, negociações e compras conjuntas, bem como identificação de causas de geração de maiores utilizações ou de valores elevados poderão proporcionar uma gestão de custos adequada, com possibilidade de melhores resultados das nossas Unimeds.

Quais serão os focos de sua atuação como ADE?
O foco principal será o trabalho junto aos diversos comitês e comissões já em funcionamento na Unimed Mercosul que têm caráter assistencial, como Câmara Técnica de Conciliação – Ajius, Comitê Técnico de Medicamentos de Alto Custo – CTMA, Comissão de Avaliação de Tecnologia em Saúde – ATS, Relacionamento com Recursos Próprios, além da criação do Comitê de Monitoramento e Gestão de Custos Assistenciais. A presença de mais um componente que possa participar e ser um intermediário entre suas demandas e necessidades por parte das Federações e a tomada de decisões por parte da Diretoria Executiva poderá potencializar a geração de seus resultados.

Como vê o papel da Unimed Mercosul no âmbito do Polo Regional?
A Unimed Mercosul é muito importante por todo seu trabalho realizado, como agregadora, identificadora de demandas e ganhos sinérgicos a partir da união de necessidades e soluções para nossas Federações e Unimeds dos três Estados. 

Qual a sua trajetória no Sistema Unimed?
Sou cooperado desde 1987, na Unimed Centro/RS, sediada emCachoeira do Sul, tendo sido coordenador de Serviço Próprios e presidente por sete anos a partir de 1999. Fui gestor operacional da Federação/RS em 2008, diretor de Gestão Organizacional e Integração de 2009 a 2018 e vice-presidente de Integração e Relações Estaduais desde então.
 
Entrevista com Jorge Martines