Notícias

Voltar Outubro Rosa: Roda de Conversa com equipe assistencial da Unimed Sul Paulista

https://www.unimed.coop.br/site/o/sites-theme/images/cards-noticias/noticias-padrao.png

Outubro Rosa: Roda de Conversa com equipe assistencial da Unimed Sul Paulista

        26 de outubro, 2022
Entre diversas ações que a Unimed Sul Paulista preparou para a comunidade, uma delas chamou mais a atenção: como abordar a questão, para a própria equipe assistencial?
Para o desafio, a Dra. Arena Mendonça, médica cooperada e ginecologista, liderou uma Roda de Conversa na tarde de 21 de outubro, no auditório do Hospital Dr. José Silva Dantas Filho, da Unimed em Itapetininga, ao mesmo tempo em que era transmitido via plataformas, para todo o contingente de colaboradores.
A conversa alcançou grande número de expectadores online e permitiu muita conversa entre a equipe presencial.
Dra. Areana esclareceu a diferença entre ‘prevenção’ e ‘diagnóstico precoce’, uma vez que no conhecimento público, bastaria o autoexame ou a mamografia. Ela reforçou que são duas modalidades extremamente importantes, mas alcançam o quesito do diagnóstico – não estando incluso na questão da prevenção.
“Claro que o diagnóstico precisa ser rápido; mas também precisamos atuar na prevenção”, comenta a Dra. “Hábitos saudáveis, alimentação balanceada e atividades físicas são fatores que contribuem para a prevenção. Independente de fatores genéticos, o tabaco e o sedentarismos, fazem parte dos fatores de risco para o câncer de mama”, esclareceu.
O autoexame constante e, ao menos, uma mamografia anual, a partir dos 40 anos, são medidas importantes e necessárias, mas não substituem a visita anual ao médico ginecologista, que terá condições de averiguar condições individuais e históricos familiares que exijam atenção especifica a cada paciente.
Entre enfermeiras e técnicas, a Roda de Conversa teve ampla participação e dúvidas apresentadas. “Todas nós, da equipe clínica, somos referência e formadoras de opinião. Precisamos ser exemplos tanto no cuidado de um eventual diagnóstico precoce, mas também nos hábitos e exemplos para quem nos consulte e confie em nosso trabalho”, sugeriu a Dra.
Durante a conversa, ainda ficou prevalente a importância do diálogo entre as mulheres, dentro das famílias e entre amigas. “O maior dano está na desinformação. Uma puxa a outra. Uma mulher levanta a outra”, ensinou Dra. Areana.
A Roda de Conversa aconteceu como parte das atividades do Outubro Rosa, mas as presentes conscientizaram-se de que é preciso ‘tocar-se’ o ano todo.
Após o bate-papo, várias conversas das participantes, decididas a iniciarem atividades físicas, de imediato. Com combinações de apoio mútuo e fortalecimento de uma para outra.



 
Não há configuração de filtros.
 

Assuntos

Tags Filter está temporariamente indisponível.