Guia Médico

Encontre um médico e outros recursos da Unimed, sempre perto de você.

Dúvidas sobre qual plano adquirir? 

Ligue (27) 3134-5000 e confira.

Imagem de capa do card

Hospital Unimed Vitória

Todas as etapas do seu tratamento em um único lugar. Acreditação com Excelência Nivel 3, da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Imagem de capa do card

Unidades Unimed Vitória

Nossas unidades próprias atuam de forma interligada em uma estrutura única e exclusiva, formando assim o CIAS - Complexo Integrado de Atenção à Saúde, com o objetivo de  ofertar aos nossos beneficiários uma rede de serviços completa.

Notícias

Esteja por dentro dos últimos acontecimentos de nossa cooperativa.

No dia Mundial de Combate ao estresse, psicóloga dá dicas de como cuidar da saúde mental  

23 de setembro é o Dia Mundial de combate ao estresse, que é responsável por uma série de problemas físicos e psicológicos. Dicas simples para o cotidiano podem ajudar a reduzir esse mal.  
Texto: Unimed Vitória
        22 de setembro, 2022
Dores no corpo, alterações no sono, impaciência, falta de concentração, irritabilidade, falta de energia, alteração do apetite, dor de cabeças, ansiedade, depressão, raiva, tristeza, tensão, baixa libido, oscilação da pressão arterial. Todos esses problemas estão diretamente relacionados ao estresse negativo e precisam de atenção e de cuidados. Quando essa medida ultrapassa o limite, é hora de entender, tratar e controlar as emoções.  
 
O alerta é feito pela psicóloga Náira Delboni, do Viver Unimed. Com a chegada do Dia Mundial do Combate ao estresse, ela aproveita para esclarecer os principais pontos sobre o assunto e dá uma dica:    

“Desacelerar é muito importante, tentar reorganizar a rotina e perceber quais gatilhos ou o que tem gerado esse estresse em demasia, tentando trabalhar mudanças. Buscar ajuda profissional também é muito importante, pois o profissional tende a ajudar a reorganizar as emoções, fazendo com que a pessoa se conheça melhor”.  
 
De atividade física ao planejamento da rotina: veja outras dicas da psicóloga 
 
 - Praticar atividade física é um dos melhores medicamentos para o estresse! Exercitar o corpo vai ajudará a ter mais disposição em seu dia a dia, além de ser um aliado para aliviar o estresse, ajudando sua mente a relaxar. Mas busque fazer algo que goste, que seja prazeroso.  
 - Estabeleça metas. Se perceber que a rotina está desalinhada, que tem procrastinado, faça um planejamento do dia, quais as principais tarefas que preciso executar e programe os meios necessários para alcançá-los, estabelecendo prazos para começar e finalizar.  
 - Tenha uma boa noite de sono, pois sua mente e corpo precisam recuperar as energias, de modo que sejam revigorados das constantes pressões cotidianas. Tentar dormir pelo menos oito horas de forma rotineira. Isso será um diferencial. 
 - Uma alimentação saudável ajuda de forma positiva tanto na saúde física, como mental.  
 - Tenha um tempo para si, pois sempre temos “tempo” para tudo e todos, e esquecemos de nós. Se priorizar nos cuidados é fundamental. Faça algo que traga satisfação e bem-estar. Cuide do seu bem mais precioso, você! 
 - Meditação ou relaxamento é um grande aliado para melhorar a qualidade do sono, da memória, controlar a ansiedade entre outros benefícios, trazendo bem estar físico e mental. 
 - Pense antes de agir, não aja de forma impulsiva, respire fundo e tente agir de forma assertiva.  
 - Tenha atitude: se você não está satisfeito com sua rotina, pense o que você poderia fazer para se ajudar. Ao invés de reclamar, faça acontecer, mesmo por seja por pequenos gestos, mas comece. Faça algo por você.  
 
Importância do acompanhamento psicológico 
 
Segundo a psicóloga, todos possuem a capacidade de lidar com suas emoções. Mas, em alguns casos, essa habilidade pode estar adormecida, devido à pressão do dia a dia. É daí que vem importância de buscar a psicoterapia, que possibilita o autoconhecimento, a solução de conflitos e a melhora da saúde mental. “É nela que o paciente olha para si mesmo e pensa nas razões que o levam a determinados pensamentos ou atitudes em relação às áreas de sua vida. Aprendendo a se conhecer, e a lidar com seus conflitos internos e externos, possibilitando uma maior qualidade de vida”, diz Naira.  
É importante que os pacientes não abandonem o tratamento, pois seguir os cuidados vai ser imprescindível para a melhora.  
“Toda forma de cuidado tem que ser continua até se obter o resultado. Sua ajuda será muito importante”.  
 
Estresse não é doença e, por isso, não tem cura 

Estresse não tem cura, pois não é uma doença. Ele é uma reação natural do nosso organismo, diante de uma situação, sendo essa boa ou ruim.  
“Geralmente são episódios isolados que não tem efeito persistente no organismo. Porém, isso ocorrendo de forma recorrente e/ou negativa, tende a gerar prejuízos para o corpo e a mente”, esclarece a psicóloga.  
Ainda de acordo com ela, a preocupação excessiva é uma grande vilã. 
 “A pessoa passa a ser mais pessimista sobre situações cotidianas, sempre projetando o que poderia dar errado. Acaba ficando tensa e ansiosa sem nenhuma razão aparente. O efeito para saúde é muito nocivo, pois em geral essas pessoas aceitam o estresse como parte da vida e acabam somatizando, desenvolvendo quadros de doenças psicossomáticas, afetando o físico, o cognitivo e o emocional.  O corpo e a mente podem chegar à exaustão e a principal característica é a falta de energia, como se corpo e a mente estivessem totalmente exauridos. Esse nível requer tratamento, podendo desencadear problemas mais graves, como a síndrome de burnout, AVC, aumento da pressão arterial, infarto”.  
 
Gerenciando o estresse 

Saber gerenciar o estresse de maneira saudável é essencial para a vida. Existem várias estratégias de combate à tensão, ansiedade e frustração que no dia a dia podem ser facilmente aplicadas no cotidiano. Mas, para que elas funcionem é preciso refletir sobre a origem de tanto estresse. Ao identificar, definida estratégias coerentes, desenvolvendo a inteligência emocional. Em outras palavras, buscar a capacidade de administrar emoções conforme as situações. 
 
1. Se exercitar regularmente 
2. Diminua o consumo de bebidas alcoólicas e nicotina 
3. Pratique técnicas de relaxamento 
4. Reduza os gatilhos do estresse 
5. Reflita sobre a qualidade dos seus relacionamentos 
6. Defina objetivos realistas e acessíveis 
7. Avalie como anda a sua rotina profissional 
8. Dedique o seu tempo a um hobby 
9. Saia de férias 
10. Passe mais tempo com pessoas que você ama 

Conheça alguns de nossos serviços

Canais de Atendimento

Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image
Responsive Image