Voltar

6 tipos de chá e seus benefícios

6 tipos de chá e seus benefícios

Bebida de inúmeros sabores e combinações, além de saborosa, também pode contribuir para a saúde devido aos benefícios de muitos ingredientes. Conheça alguns tipos

6 tipos de chá e seus benefícios

26 Junho 2019

Ela é considerada a bebida mais típica dos ingleses. Mas não é à toa que o famoso chá da tarde, cuja bebida é o principal ingrediente dessa pequena refeição, é apreciado não só no continente europeu, mas também caiu no gosto popular dos brasileiros. Por aqui, a bebida é muito consumida após as refeições, como um digestivo; como calmante, para ajudar a pegar no sono, e também indicado por nossas avós para aliviar, de forma natural, sintomas de males como gripes e resfriados.

Mas a ciência se dedica a estudar os princípios ativos de vários tipos dessa bebida que pode ser servida fria ou quente, feita de ervas, flores e caules, para descobrir as suas propriedades. De acordo com o Centro de Nutrição do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, todos os chás são benéficos ao organismo: alguns têm o poder de melhorar a concentração e energia, outros previnem o diabetes e o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. E outros ainda ajudam no emagrecimento.

Em um único chá, vários benefícios

Selecionamos as vantagens e os benefícios de seis espécies de plantas que você pode incluir na forma de chá dentro da sua rotina alimentar.

 

Assim como acontece com o chá vermelho, estas plantas fazem com que o metabolismo trabalhe mais rápido, aumentando a queima de calorias e, consequentemente, de gordura. Além disso, estudos recentes da Sociedade Americana de Oncologia Clínica mostram que uma substância presente no chá pode auxiliar na redução do número de células cancerígenas em doentes com leucemia linfocítica. No entanto, a utilização do chá verde para este fim somente deverá ser feita sob orientação e supervisão do oncologista responsável.

 

Planta conhecida e utilizada no preparo de pratos, sucos e chás, ela tem propriedades medicinais, em especial é indicada para auxiliar na digestão, na eliminação de gases, e também pode ser eficiente no combate a gripes, dor de garganta, além de ser um bom vermífugo contra alguns vermes. Para fazer o chá, podem ser usados tantos as folhas como o caule.

 

A planta é muito indicada pela sua ação detox, ajudando na desintoxicação do organismo. Ela captura e elimina a gordura e as toxinas que circulam em excesso no nosso corpo, através da urina, auxiliando no emagrecimento. Mas o dente-de-leão também reduz a formação de gases, evitando a sensação de barriga inchada e volumosa.

 

Conhecida pelo seu efeito calmante, age no sistema nervoso central, por isso, ajuda a baixar a ansiedade, acalma e facilita o sono. Mas também tem propriedades digestiva, antisséptica e anti-inflamatória. Na digestão, também tem poder relaxante digestivo, sendo indicado para combater gases, refluxo, indigestão, náuseas e vômitos.

 

Muito utilizado para dar sabor a carnes, sopas e petiscos, usado como chá tem ação anti-inflamatória, digestiva, estimulante, diurética e até expectorante. Também ajuda a diminuir cólicas, dá brilho ao cabelo e até auxilia na redução da queda capilar.

 

Usado na culinária para dar sabor e aroma aos pratos, em especial ao macarrão e à pizza, o manjericão tem efeito medicinal, sendo indicado para auxiliar nos sintomas do estresse e cansaço, como dor de cabeça, tensão muscular, falta de memória e de concentração. Tem propriedades desintoxicantes, além de o chá ajudar a diminuir a febre e o catarro. Tem o poder de aliviar os sintomas da tosse e dor de garganta de gripes e resfriados. Do ramo da planta usam-se as folhas e as flores.

 

Como preparar o chá

Coloque a erva (1 colher de sopa - com exceção do chá verde, que deve ser usado em menor quantidade: apenas 1 colher de sobremesa) na xícara. Acrescente a água fervente sobre a planta. Abafe com um pires por 10 minutos. Coe e beba quente ou frio.

 

Como comprar

Para ter um melhor efeito, o mais indicado é que as plantas sejam utilizadas frescas ou secas, compradas em supermercados ou em casas de produtos naturais. Mas é importante observar o local onde se compra a planta seca. Ela precisa estar embalada para evitar a contaminação. Tenha cuidado com os chás vendidos a granel, pois fica difícil certificar se o produto é de fato o anunciado.

 

Leia também: Você já comeu PANC?


Texto: Fabiana Gonçalves | Edição: Ana Carolina Giarrante | Design: Alex Mendes

Fonte: Mayo Clinic, Livro Alimentos Regionais Brasileiros, do Ministério da Saúde; Hospital Oswaldo Cruz e Embrapa

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (15 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em