Voltar

Alimentação saudável para crianças

Alimentação saudável para crianças

Especialmente no caso de crianças acima do peso, diversas orientações e cuidados são essenciais para mudança do quadro.

Alimentação saudável para crianças

6 Setembro 2016

Há quatro décadas, apenas 4% das crianças e adolescentes brasileiros integravam as estatísticas de obesidade. Atualmente, a situação é motivo de preocupação, segundo dados do Ministério da Saúde, uma em cada três crianças brasileiras sofre com a doença. Estudos apontam que 80% delas têm grande possibilidade de permanecer assim na idade adulta, levando a uma série de complicações como hipertensão arterial e doenças cardiovasculares. 

A influência dos pais na formação dos hábitos alimentares é determinante. Estima-se que 80% das crianças obesas têm pais com excesso de peso. Portanto, as recomendações alimentares estendem-se aos adultos. O controle deve ser ainda mais cuidadoso no caso de predisposição genética à obesidade. Separamos 10 dicas que podem ajudar a melhorar a alimentação da criança e, consequentemente, da família num todo. 
 

Bons hábitos alimentares na infância são incentivados pelos pais. Conheça os riscos que uma má alimentação pode trazer aos pequenos neste artigo, onde falamos sobre os perigos da obesidade infantil.

 

ATENÇÃO: Esteja atento ao ritmo de ganho de peso da criança, avalie regularmente junto com o pediatra. 



Rafaela Fusieger / Designer: Ana Carla Bortoloni

Fonte: Guia de Nutrição Infantil 2 – Sociedade Brasileira de Pediatria

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (1 Votar)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em