Voltar

Movimento Outubro Rosa marca conscientização pelo câncer de mama

Movimento Outubro Rosa marca conscientização pelo câncer de mama

Iniciativa chama atenção para prevenção e diagnóstico precoce

Movimento Outubro Rosa marca conscientização pelo câncer de mama

4 Outubro 2013
virou tradição: quando o mês de outubro se inicia, chega também a iluminação de monumentos públicos, fachadas e vitrines em tons de rosa. A adesão à cor faz parte da campanha Outubro Rosa, que busca conscientizar sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Durante todo o mês, são realizadas ações para chamar atenção sobre a doença, o segundo tipo mais frequente em todo o mundo.

O Outubro Rosa (que ganhou as redes sociais com a expressão #outubrorosa) é um movimento internacional, que surgiu que Estados Unidos, em 1985, com a Associação da Sociedade Americana de Câncer e uma empresa farmacêutica. Naquela época, Evelyn Lauder, vice-presidente de uma empresa de beleza, recuperou-se do câncer de mama graças ao diagnóstico precoce. Evelyn, então, passou a utilizar o laço cor-de-rosa como símbolo pela utilização da mamografia no rastreamento da doença.

>>> Leia mais
Cartilha de saúde - Câncer de mama tem cura

No Brasil, a campanha se tornou conhecida em 2002, quando voluntárias iluminaram o obelisco do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. De lá para cá, ícones do cenário como Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, Palácio do Planalto e Congresso Nacional, em Brasília, ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, recebem iluminação em tons de rosa em outubro.

Como se prevenir do câncer de mama?
A neoplasia é o tipo mais comum entre as mulheres, conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Mas os homens, em menor grau, também podem ser afetados pela doença. A prevenção envolve uma vida saudável, distante do álcool e do cigarro, a prática regular de atividade física e a realização do exame clínico e da mamografia.

Conforme um balanço do Ministério da Saúde, entre 2011 e 2012, houve um aumento de 16% na realização da mamografia no Brasil. Entre as mulheres da faixa prioritária, que vai dos 50 aos 69 anos, o aumento foi 21%, mas se acredita que o volume aumente ainda mais.

Se você tem casos de câncer de mama na família, converse com seu médico sobre quando iniciar a realização dos exames preventivos.
 

Francine Athaide Cadore

Fonte: Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.

Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.