Voltar

Limpar ou não o ouvido?

Limpar ou não o ouvido?

É verdade ou é mito que limpar o ouvido com hastes flexíveis com algodão é prejudicial à saúde do órgão? Descubra neste quiz

Limpar ou não o ouvido?

16 Abril 2018

Em algum momento você já ouviu alguém dizer que não se deve limpar os ouvidos? Especialistas da Academia Americana de Otorrinolaringologia/Fundação de Cirurgia de Cabeça e Pescoço divulgaram recentemente algumas diretrizes a respeito do assunto. Faça o quiz e descubra se a prática popular está correta ou não.

 

1 - O ouvido é autolimpante e, por isso, não precisa ser limpo diariamente.

Informação adicional:
Segundo especialistas americanos, as pessoas que fazem a limpeza do ouvido inserindo hastes com algodão devem repensar a respeito. A cera, produzida dentro do canal auditivo e que, naturalmente, migra do interior para o exterior, é um sistema de proteção. Algumas pessoas produzem mais cera do que a média da população. Nesses casos, o médico deve ser consultado para verificar a necessidade de uma limpeza específica.

2 - Apesar de ser autolimpante, não é prejudicial limpar o ouvido.

Informação adicional:
Pode ser sim prejudicial inserir hastes com algodão ou qualquer outro objeto no ouvido. Esse hábito pode danificar o canal auditivo ou o tímpano, ou ainda empurrar a cera até o canal, dificultando a remoção. Como consequência, podem ocorrer sensação de pressão no ouvido, diminuição da audição, dor e aglomerados de cera perto do tímpano que podem levar a infecções.

3 - Ter cera no ouvido é sinal de falta de higiene.

Informação adicional:
A cera é um hidratante natural que o organismo produz para limpar e evitar que a pele dentro da orelha fique muito seca e que sujeira e poeira cheguem até o fundo do canal. Além disso, a cera absorve células mortas e detritos e evita que bactérias e outros organismos infecciosos atinjam a orelha interna

4 - O acúmulo excessivo de cera pode ser tratado de outra maneira sem a introdução de hastes com algodão.

Informação adicional:
O médico poderá remover no consultório, e de maneira segura, o acúmulo de cera. O profissional de saúde deve ser consultado também em casos de dor no ouvido, drenagem, perda de audição ou sangramento.

5 - Há um modo correto de limpar a orelha.

Informação adicional:
Apenas a orelha – a parte externa do órgão – pode ser limpa. A mastigação, o movimento da mandíbula e o crescimento da pele no canal auditivo ajudam a mover a cera do interior até a abertura da orelha, de onde é lavada durante o banho. Portanto, água, sabonete e toalha são suficientes para limpar e depois secar a parte externa da orelha. Não use velas de ouvido para remover a cera, pois de acordo com a Academia Americana de Otorrinolaringologia, elas não são seguras e sua eficácia não está comprovada.

Fim do teste

Você acertou das questões
Clique no botão abaixo para refazer o teste.

Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura | Alex Mendes

Fonte: American Academy of Otolaryngology—Head and Neck Surgery

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (12 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

  • Mulher na cozinha preparando uma alimentação saudável
  • Glossário de enfermidades
 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em