Voltar

Sarampo: a importância de se vacinar

Sarampo: a importância de se vacinar

Confira abaixo um pouco mais sobre a doença e a importância de manter o calendário de vacinação em dia.

Sarampo: a importância de se vacinar

Confira abaixo um pouco mais sobre a doença e a importância de manter o calendário de vacinação em dia.

30 Julho 2019

O sarampo é uma doença infecciosa, viral e contagiosa causada por vírus que provoca febre alta, tosse, coriza e manchas avermelhadas pelo corpo. É transmitida de pessoa a pessoa por tosse, espirro ou fala, especialmente, em ambientes fechados. Considerado erradicado no Brasil até o ano passado, o sarampo já teve mais de 420 casos registrados no Brasil. Até maio deste ano o Ministério da Saúde confirmou 92 casos da doença em todo território nacional, sendo três, em Santa Catarina.

Vacinação

Doenças muito graves podem ser evitadas com a vacinação. Por isso, é essencial seguir o calendário de vacinação em todas as faixas de idade, com objetivo de estimular o sistema imunológico e produzir anticorpos para proteger o organismo de vírus e bactérias.

Um exemplo é o sarampo, que só pode ser evitado através da vacinação. Para ter proteção contra a doença, é necessário duas doses no decorrer da vida. A vacina indicada é a tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, e é oferecida gratuitamente durante todo o ano pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A vacina é contraindicada para gestantes, pessoas com a imunidade baixa ou gripada, pacientes em tratamento contra o câncer e indivíduos com doenças que afetam o sistema imunológico, por exemplo, HIV, por isso consulte seu médico antes de se vacinar.

Já para crianças, o calendário de vacinação indica que o período ideal para aplicar a primeira dose é aos 12 meses de idade. A vacina não é recomendada antes dessa idade, mas caso o bebê faça viagens para locais considerados de risco é indicado procurar um pediatra para avaliar se é necessário fazer a imunização.

É importante ressaltar que quem ainda não tomou as duas doses da vacina na infância e na adolescência precisam se imunizar, pessoas de todas as faixas etárias precisam ter as duas doses da vacina para estar imunizado. Fique atento ao calendário de vacinação e mantenha sua carteira sempre atualizada!