Voltar

captação de órgãos

2 Junho 2021

Um paciente acometido por AVC hemorrágico possibilitou ao Hospital Unimed Botucatu Unidade 2 sua primeira captação de órgãos. Foi na madrugada de domingo (30/05) com a retirada do fígado – considerado elegível para transplante - e das 02 córneas.

Em meio ao atual cenário no país, a captação de órgãos, que resultará no beneficio de pelo menos mais 3 vidas, é uma notícia de alento e esperança.

O paciente na faixa dos 50 anos de idade, depois de atendido pela equipe multidisciplinar da unidade em Botucatu, teve quadro de morte encefálica, que prevê notificação da OPO – Organização para Procura de Órgãos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, responsável por organizar captações de órgãos e distribuições para transplantes em 51 municípios da região.

Vencidas todas as etapas do rigoroso protocolo aplicado ao paciente, a família optou pela doação dos órgãos e coube à equipe do H2 da Unimed Botucatu as providencias para garantir a captação, o que significa manter o doador estável – tarefa cumprida pela equipe da UTI, na ocasião orientada pela enfermeira Ana Rosa.

A infraestrutura do Centro Cirúrgico da unidade e o suporte de profissionais qualificados contribuíram para o sucesso da operação.

A cooperativa parabeniza o anestesista Dr. Henrique Frizzera, o coordenador do Centro Cirúrgico do Complexo Hospitalar, Manoel Messias, a enfermeira Jana Canatta e a técnica de enfermagem, Tatiane Ribeiro, aos fisioterapeutas e equipe da UTI, que formaram a equipe da Unimed Botucatu nessa operção.


Solange Serafim

Fonte: Assessoria de Comunicação Unimed Botucatu