Voltar

COVID-19

COVID-19

Unimed Botucatu está preparada para enfrentar a doença

COVID-19

Unimed Botucatu está preparada para enfrentar a doença

19 Março 2020

Assim como o sistema de Saúde de todo o país e as autoridades locais, a Unimed Botucatu também tomou medidas para enfrentar a epidemia de Coronavirus - COVID-19 - que bate às nossas portas.

A equipe multidisciplinar, formada no final de fevereiro 2020, vem se reunindo e adotando novos protocolos e rotinas para minimizar os impactos da doença. Essa equipe está integrada às comissões municipais e segue constantemente informada (com dados privilegiados) para que possa tomar suas decisões de forma conjunta e assim somar esforços no tratamento e contenção da doença.

Com o recém inaugurado Hospital - a Unidade II - a Unimed Botucatu praticamente dobrou o número de leitos de internação, de UTI e a capacidade de cirurgias, num momento em que isso fará diferença no atendimento de seus beneficiários.

No sábado, 21/03, a partir das 7h, têm início as atividades deste Hospital, com ênfase no Pronto-Atendimento Adulto - acima de 15 anos, que foi preparado para receber de maneira diferenciada os casos de gripe (com sintomas pulmonares acentuados) e suspeitas de COVID-19.

As crianças (menores de 15 anos), gestantes e pacientes de obstetrícia serão atendidas no PA atual (junto ao Hospital I - entrada pela Rua Jose Dal Farra). A unidade também foi preparada para atender de maneira diferenciada esses pacientes com sintomas gripais e quadros pulmonares acentuados .

A equipe de saúde está diariamente sendo informada e preparada para os casos e há uma preocupação também com o bem estar desses profissionais que atuarão na linha de frente.

Também para fazer frente à doença, a Unimed Botucatu tomou algumas medidas amargas nesse momento, mas que prometem se revelar benéficas a longo prazo:

* Suspendeu - a partir de 23/03/2020 - todas as cirurgias eletivas (ou seja, aquelas que não são urgentes)

* Restringiu o número de visitantes aos doentes internados em suas unidades, bem como a circulação de pessoas no ambiente hospitalar

* Suspendeu as atividades em grupo do Viver Bem Unimed Botucatu

* Recomenda que só procurem os serviços de saúde àqueles que realmente tenham necessidade e que sigam as orientações anunciadas em todos as mídias.

* Prontificou um serviço de atendimento telefônico a seus beneficiários

É importante que todos sigam as recomendações mundiais de higiêne e as medidas de "isolamento" social adotadas no país e se mantenham alertas, porém conservem a sanidade, diminuam - na medida do possível - a ansiedade e reforcem os hábitos saudáveis.

Na foto:Enfermeira Greice, da Comissão de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (CCIRAS);Dr. Juan Carlos Llanos, diretor técnico do Complexo Hospitalar Unimed Botucatu; Dra. Sandra Mara Queiroz, coordenadora do CCIRAS Unimed Botucatu; Dr. Sebastião Pires Ferreira Filho, infectologista da Unimed Botucatu e Enfermeira Renata Camargo, do setor de Qualidade do Complexo Hospitalar Unimed Botucatu, numa das muitas reuniões diárias sobre o tema


Solange Serafim

Fonte: Assessoria de Comunicação Unimed Botucatu