Voltar

Dia mundial do diabetes com ação de conscientização no centro de Campos

Dia mundial do diabetes com ação de conscientização no centro de Campos

Dia mundial do diabetes com ação de conscientização no centro de Campos

14 Novembro 2019

Com o apoio da Unimed Campos e outros parceiros, O Programa de Combate a Doenças Crônicas Não Transmissíveis (Hiperdia) promoveu no calçadão, no centro de Campos, uma ação de conscientização sobre prevenção do diabetes, com orientação nutricional, teste de glicemia e incentivo à prática de atividades físicas.

De acordo com um dos coordenadores do evento, o médico endocrinologista, Luiz Elpídio, pelo menos metade das pessoas com diabetes, não sabe que tem a doença. “16 milhões de brasileiros têm diabetes, segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mas metade não sabe que está com diabetes, por isso, não se trata e acaba descobrindo após o problema ter se agravado. Estamos promovendo este evento visando alertar a população sobre os riscos do diabetes e que além do fator hereditário, os hábitos alimentares e o sedentarismo favorecem o surgimento da doença”, esclareceu.

Uma equipe do Viver Bem da Unimed Campos promoveu ações de orientação sobre alimentação saudável e mudança de hábito. “Todos devem evitar o consumo de açucares, mas principalmente quem tem diabetes. Vários alimentos contêm muito açúcar e estamos mostrando alguns, como refrigerante e achocolatado. Alimentos como biscoitos, pães, arroz e macarrão contém carboidratos, que também devem ser consumidos com moderação. Orientamos sobre os tipos de adoçantes que não prejudicam a saúde, a base de sucralose, estevia e xilitol. Outros a base de sacarina, ciclamato e aspartame podem desenvolver doenças”, comentou a nutricionista, Rayara Morisson.  

Já a educadora física, Nathalia Barbosa, promoveu o incentivo à prática de atividades físicas. “A prática de atividades é benéfica para quem tem diabetes, também. Falta de tempo e impossibilidade de ir à academia não são desculpas para não fazer atividades. Estamos explicando exemplos de atividades simples que podem ser realizadas em casa, usando bambolê e corda. Outra prática positiva é substituir, quando possível, o carro pela bicicleta para percursos diários. Atividades que podem ser inseridas no dia a dia para combater o sedentarismo”, esclareceu.

 

Clique para mais fotos.

http://www.unimed.coop.br/portalunimed/galeria/campos/dia_mundial_do_diabetes/