Voltar

Unimed Costa Oeste assina carta de intenção para instalação de hospital em Marechal Cândido Rondon

Unimed Costa Oeste assina carta de intenção para instalação de hospital em Marechal Cândido Rondon

Unidade hospitalar é a primeira no estado que será construída fora da cidade sede da cooperativa

Unimed Costa Oeste assina carta de intenção para instalação de hospital em Marechal Cândido Rondon

Unidade hospitalar é a primeira no estado que será construída fora da cidade sede da cooperativa

15 Julho 2021

A diretoria da Unimed Costa Oeste assinou na tarde de sexta-feira (09) uma carta de intenção referente ao projeto do novo Hospital Geral Unimed (HGU), que será instalado em Marechal Cândido Rondon. A cerimônia de lançamento – realizada no Allmayer Supermercado do Jardim Líder – contou com a presença da diretoria da cooperativa, dos diretores da Blume Administradora de Bens - empresa responsável pela construção da obra -, além de autoridades e convidados. Após a solenidade, os presentes se dirigiram à área de 13 mil metros quadrados destinada ao empreendimento. 

O hospital será instalado dentro de um complexo de saúde, localizado no prolongamento da Avenida Írio Jacob Welp, no acesso ao Clube de Campo Roda D’Água. O diretor-presidente da Unimed Costa Oeste, Dr. Hiroshi Nishitani, afirmou que o lançamento da obra é um marco para a cooperativa e para a área de saúde de Marechal Cândido Rondon e região. “Este projeto é motivo de orgulho tanto para nós da Unimed, como para os empreendedores. Será nossa segunda unidade própria em menos de três anos e representa nosso compromisso de ampliar a rede de atendimento e nossa busca pela excelência na prestação de serviços”, frisou.

O diretor vice-presidente da Unimed Costa Oeste, Dr. Manoel Joaquim de Oliveira, ressaltou que há uma carência regional por novas unidades hospitalares. “A construção desse hospital em Marechal faz parte do processo de verticalização da Unimed e é uma maneira de estarmos com estrutura para atender 100% da população e trazer novos profissionais. É uma região muito importante que não atende só Rondon, mas também sul do Mato Grosso do Sul e Paraguai. Esperamos que em 2022 o hospital esteja pronto para atender a população com qualidade e segurança”, justificou.

Já o diretor-superintendente da Unimed Costa Oeste, Dr. Christian Floriano e Silva, destacou que a cooperativa está investindo na região no sentido de promover um atendimento adequado aos beneficiários e cooperados. “Com isso, pretendemos modificar a estrutura de saúde da região que vem há muitos anos com necessidade de investimentos na área de saúde e agora chegou o momento”, disse.

Fato inédito

O diretor de Saúde e Intercâmbio da Unimed Federação do Paraná, Dr. Faustino Garcia Alferez, participou da cerimônia e revelou que é a primeira vez que uma Singular terá um hospital em uma cidade que não seja a da sede da cooperativa. “O Paraná não é muito rico em unidades hospitalares próprias, existem somente sete atualmente. E a Unimed Costa Oeste será a única até então com duas unidades: a de Toledo e a de Marechal, sendo esta lançada hoje a 8ª unidade no Estado. É um fato bastante auspicioso”, explicou, complementando sobre a representação da Singular no Paraná. “A Unimed Costa Oeste tem muito a representar no estado. São cerca de 50 mil beneficiários, uma fatia importante já que no Paraná somos 1 milhão e 550 mil beneficiários, e para a classe médica é muito significativo, pois terá um local de trabalho, uma casa para chamar de sua”.

Estrutura

Com arquitetura moderna e alta tecnologia, o hospital ocupará uma área de 5,1 mil metros quadrados, contemplando 30 leitos, salas cirúrgicas, centro de imagens e pronto atendimento.  Os atendimentos serão de baixa a média complexidade. No primeiro momento não haverá Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no hospital, porque a unidade de Toledo está equipada nesse sentido. Porém, será disponibilizada uma UTI móvel para deslocar os pacientes até Toledo quando necessário.

O projeto do hospital será elaborado pela Unimed Costa Oeste, que também viabilizará a aprovação dos documentos junto aos órgãos competentes. Além disso, o hospital contará com um ambulatório – similar ao Núcleo de Atenção à Saúde (NAS) existente em Toledo – com área de Saúde Ocupacional para realização de exames e consultas em único local.

Outra novidade é com relação ao Posto de Atendimento aos beneficiários, que atualmente fica no Centro da cidade e será instalado junto ao hospital, com acesso separado para liberações de guias e venda de planos de saúde. Já o estacionamento do hospital foi projetado para 80 veículos. “Ficará tudo centralizado, facilitando a vida de todos. Estamos muito alegres, porque a partir do momento em que foi tornado público esse projeto, aumentou a procura por planos de saúde e interesses relacionados à Unimed”, comemorou Dr. Milton Berbicz, superintendente local do Posto de Marechal Cândido Rondon da Unimed Costa Oeste.

Negociações

De acordo com o sócio-proprietário da Blume Administradora de Bens, Coniberto José Niedermeyer, a empresa foi procurada pela diretoria da Unimed Costa Oeste com interesse em construir um hospital na cidade. “Entramos como investidores e estamos muito felizes com a parceria. A Unimed tem credibilidade e a região só tem a ganhar com o complexo de saúde”, frisou, revelando que há uma previsão da obra ser executada em dez meses.

O conselheiro de Administração da Unimed Costa Oeste, Dr. Hugo Sachser Filho, contou que o assunto foi discutido entre os conselheiros por vários meses antes da efetivação do contrato. “É uma grande oportunidade e muito bom para a cidade”, disse.

Investimentos

Para construção do hospital, serão investidos cerca de R$ 20 milhões. Além disso, o diretor-presidente da Unimed Costa Oeste, Dr. Hiroshi Nishitani, prevê o investimento de mais R$ 20 milhões para equipar a unidade hospitalar. Além disso, será necessária a contratação de profissionais da área da saúde.

Complexo

Além do hospital, o complexo médico-hospitalar contará com farmácia, um apart-hotel, restaurante, conveniência, cafeteria, uma agência bancária, um edifício de sete pavimentos com clínicas médicas, laboratório de análises clínicas, clínica de vacina, além de centro de imagens (tomografia, ressonância, ultrassom, endoscopia). Os investimentos totais devem ultrapassar os R$ 90 milhões, sendo R$ 20 milhões no hospital e R$ 70 milhões no complexo.

Segundo o prefeito de Marechal Cândido Rondon, Márcio Rauber, o complexo de saúde é uma importante obra para Marechal. “Além de trazer saúde à nossa população, gerar emprego e renda, também ajudará a desafogar o Sistema Único de Saúde (SUS). Estou feliz em ter aqui na nossa cidade um empreendimento desta envergadura”, refletiu.

Conforme a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), Carla Rieger Bregoli, quem ganha com o complexo é a população da cidade e região. “Marechal vive um momento muito especial; a região se fortalece, bem como nosso município com uma obra tão importante”, concluiu.


Assessoria de Imprensa

Fonte: Unimed Costa Oeste