Voltar

Indicadores precisos para uma gestão eficiente

Indicadores precisos para uma gestão eficiente

Indicadores precisos para uma gestão eficiente

2 Agosto 2021

Quais os principais indicadores estratégicos de mercado de uma operadora de saúde? Qual relatório preciso e enxuto um dirigente necessita para poder tomar decisões estratégicas o mais rapidamente possível? Com esse espírito, a equipe de Mercado da Unimed Paraná conduziu a penúltima aula do módulo de Mercado, do Programa Estadual de Desenvolvimento de Dirigentes, que aconteceu no último dia 22.

A aula foi ministrada pelo especialista de Inteligência de Mercado Marcos Mazurek, com o apoio da equipe de mercado da Federação. Em um primeiro momento foi conceituado toda a questão de inteligência de mercado e suas implicações. Mazurek explicou que também conhecida como inteligência competitiva (IC), “a inteligência de mercado é fundamental para qualquer negócio. Consiste no levantamento e monitoramento de dados e informações sobre a empresa, clientes, mercado e concorrentes a fim de gerar análises que levem a tomada de decisão”.

Mazurek destacou o quanto, em um mundo com tantas informações, mais difícil que coletar é analisar a informação. Ele relembrou os 4 Ps do Marketing, no caso de uma cooperativa de saúde: produto (plano de saúde, mix de produtos, plano odontológico, medicina preventiva, produtos acessórios), preço (tabelas comerciais, reajuste de contratos, modelos de remuneração), praça (balcão de vendas, força de vendas, visita de relacionamento, plataformas comerciais, site, mídias sociais), promoção (prospecção de vendas, visita de relacionamento, aquisição de mailing, mapeamento de mercado, novas receitas, inbound/outbound marketing, redes sociais e assessoria de imprensa).

Após essa conceituação básica, Mazurek explicou os pilares da gestão de mercado, na prática, e como é realizado pela Federação: a gestão de vendas, a gestão de carteira, reajuste de contratos, relacionamento de mercado e a inteligência de mercado, pilares do PDM - Programa de Desenvolvimento de Mercado. Também falou da necessidade de estruturação mínima de processos de inteligência de mercado, mesmo nas pequenas Unimeds.

É preciso de uma maneira simples, estabelecer indicadores e processos estratégicos de como olhar o negócio, frisou bastante esse cenário na apresentação. Mazurek destacou os KPIs (indicadores de performance) e suas relações com indicadores táticos e processos estratégicos, recapitulando algumas noções que já haviam sido discutidas em aulas anteriores e frisando a importância de uma leitura gerencial estratégica, constante. Destacou os processos estratégicos que envolvem pessoas (estrutura de equipe), informação (relatório gerencial), direcionamento (orientação para o mercado), estratégia (planejamento estratégico e estratégia deliberada ou emergente), análise preditiva (blindagem de carteira e rede hospitalar), foco no sócio (relacionamento com cooperados) e tecnologia (transformação digital). 

A grande pergunta é se o Sistema Unimed, cada Singular especificamente, tem um foco estratégico no mercado. E há um mercado em expansão na saúde suplementar para novos modelos de negócios. Mazurek falou um pouco do potencial desse mercado, lembrando que o Brasil é o quarto destino do dinheiro que circula no mundo, mostrou como trabalhar a informação gerencial, o trade marketing e o cliente da saúde suplementar, os modelos de estratégia da concorrência, os cenários de fusões e aquisições na área de saúde, os fundamentos do pensamento estratégico, a importância do cooperado como sócio na cooperativa e a transformação digital, a indústria 4.0 avançando nos processos da saúde com novos consumidores altamente conectados. Mazurek finalizou esmiuçando um pouco o universo Unimed, suas conquistas e desafios.


Assessoria de Imprensa

Fonte: Unimed Paraná