Voltar

Unimed Paraná realiza 1º Conselho Federativo ordinário de 2021

Unimed Paraná realiza 1º Conselho Federativo ordinário de 2021

Unimed Paraná realiza 1º Conselho Federativo ordinário de 2021

11 Março 2021

O Conselho Federativo da Unimed do Paraná realizou, no último dia 26, sua primeira reunião ordinária de 2021. Como de costume, desde o início da pandemia, as reuniões têm acontecido na modalidade on-line.  Aberta pelo presidente da Unimed Paraná, Paulo Faria, a reunião teve como pauta atualizações institucionais e administrativas-financeiras, palavra dos presidentes, aprovação do planejamento orçamentário do ano em exercício e o Projeto Unimed Mercosul +.

Nas atualizações institucionais, Faria falou sobre a tabela LPM (Lista de Preços de Mercado), novo referencial do Sistema Unimed, já em vigor.  Ele lembrou que quem ainda não conseguiu negociar os contratos vai ter o ano de 2021 para isso e as glosas só acontecerão a partir de janeiro de 2022. Porém, a recomendação é não usar mais Brasíndice nem Simpro. Em seguida, o diretor de Saúde e Intercâmbio, Faustino Garcia Alferez, pontuou as negociações para a realização do exame RT-PCR, no intercâmbio, o qual foi acordado um preço único.    

Na fala dos presidentes, todos foram unânimes em destacar o pior momento da pandemia vivido pelo estado do Paraná. A preocupação é para que os Sistemas de Saúde, público e suplementar, não entrem em colapso. Para isso, há ações sendo implementadas em todas as regiões. Alguns presidentes lembraram ainda que 12 Singulares terão eleições este ano: Apucarana, Cascavel, Norte do Paraná, Costa Oeste, Foz do Iguaçu, Norte Pioneiro, Paranavaí, Francisco Beltrão, Guarapuava, Campo Mourão, RioMafra e Vale do Iguaçu.

O diretor Administrativo e Financeiro, Luís Francisco Costa, falou sobre as movimentações do PAC, lembrando que as prestações de conta serão apresentadas na AGO, dia 5 de março.  Ele apresentou as premissas do planejamento orçamentário da Federação, assim como a proposta de execução para este ano que foi aprovada por unanimidade.

Em seguida, Paulo Faria apresentou o Projeto Unimed Mercosul +, que inclui cincos pilares estratégicos principais: representatividade institucional, novos negócios, mercado, sistema/T.I e regulação para o sistema. Faria lembrou que esses pilares seguem a vocação da Confederação Regional, que sempre atuou com protagonismo, tendo vários projetos absorvidos, no decorrer do tempo, pela Unimed do Brasil.

A ideia da proposta apresentada é incrementar o trabalho da Unimed Mercosul, sem que isso implique aumento de custos para as Unimeds. Pelo contrário, o projeto inclui a busca de parcerias que possam alavancar recursos. Entre essas parcerias estão seguradoras, operadoras odontológicas, home care e SOS.  Para Faria, repensar o papel e atribuições da Mercosul é fundamental para garantir a operação e o crescimento das Singulares do Sul. O que inclui alavancar novos serviços para as Unimeds, potencializar novos negócios e fortalecer a Governança Cooperativa. O fortalecimento do Sul segue o propósito de reforçar a marca na região. O assunto foi debatido entre os presentes e deve voltar na próxima reunião do conselho.                                        

 Veja o trabalho desenvolvido pela Unimed Mercosul

  • Acompanhamento da transparência no intercâmbio
  • Câmara de arbitragem regional
  • Câmara de Compensação e Liquidação Regional Integrado à Nacional
  • Câmara de Conciliação do Ajius Regional
  • Câmara Técnica de Medicamentos de Alto Custo
  • Comitê Técnico de Materiais
  • Comitê Técnico Operacional
  • Fluxo de Pagamento Dinâmico
  • Relacionamento de Recursos Próprios
  • Sistema de Gestão de Pacotes –GoPAC
  • Sistema de Gestão de Rede – PRIME
  • Sistemas de Publicação de Tabelas – META
  • Visitas técnicas de Avaliação das Indústrias e Distribuidores

Assessoria de Imprensa

Fonte: Unimed Paraná