Voltar

10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

10 Setembro 2021
 
Setembro é mês de sinal amarelo, de atenção para a prevenção ao suicídio. E, neste dia 10 acontece a união mundial para conscientizar as pessoas sobre o assunto.
 
A campanha do setembro amarelo existe desde 2014, em parceria da ABP - Associação Brasileira de Psiquiatria e o CFM - Conselho Federal de Psicologia.  Emanuelly Araújo, neuropsicóloga, reforça que a campanha é o ano todo e não se deve baixar a guarda.
 
“A campanha acontece no mês inteiro, todavia faz-se necessário dialogarmos sobre o suicídio a todo momento, propagando sobre promoção e prevenção em saúde”, conta. 
 
Os dados são alarmantes, segundo a neuropsicóloga, “o índice de suicídios no Brasil vem aumentando, sendo os jovens com maior porcentagem, na grande maioria do sexo masculino. Acontece que, também vem subindo o número de suicídios de crianças/adolescentes e idosos”.
 
É necessário salientar que não existe uma causa única. 
 
“São vários os fatores que podem levar alguém a tirar sua própria vida, sendo eles: fatores genéticos, fatores ambientais e transtornos associados a personalidade, depressão e ansiedade.  Devemos ficar em alerta e observar as pessoas ao nosso redor, perceber algum sinal que indique, como humor deprimido, sentimento de menos valia, verbalização sobre tristeza e morte”, reforça.
 
O melhor remédio ainda é a prevenção. Ela inclui apoio familiar, de amigos, e, principalmente, de um profissional. 
 
“A inserção de um profissional de saúde mental na vida dessas pessoas será um grande diferencial, em alguns casos além do psicólogo alguns devem ser encaminhados para o psiquiatra, contudo, nem todo caso há necessidade de introdução medicamentosa.   Por vezes essas pessoas não desejam morrer, desejam apenas acabar com a dor que sentem.  Vivemos em uma sociedade preconceituosa, repleta de apontamentos, e o momento de pandemia potencializou sobre ideias e planejamentos suicidas.  Devemos procurar ter mais empatia e acolhimento com o outro, finaliza Emanuelly Araújo.
 
Na Unimed Caruaru, diversos profissionais de saúde estão credenciados para atender a todos os clientes de maneira segura e confiável.