Voltar

Tempo seco

Tempo seco

Saiba o que fazer para que a baixa umidade do ar não prejudique sua saúde

Tempo seco

9 Setembro 2010
Especialmente no final do inverno e início da primavera, o tempo tende a ser mais seco. Os índices de umidade do ar ficam mais baixos, o que contribui para a concentração de poluentes e, consequentemente, a piora da qualidade do ar.

Esse cenário pode acarretar prejuízos para a saúde, como mal-estar, ressecamento da pele, irritação nos olhos, sangramento pelo nariz, complicações alérgicas e respiratórias e dores de cabeça. Além disso, a umidade do ar muito baixa pode aumentar o potencial de incêndios em pastagens e florestas.

Para prevenir consequências negativas à saúde, por causa da pouca umidade do ar, é recomendável adotar determinadas atitudes no período. Confira algumas medidas preventivas:

beba bastante água;
evite ligar o ar- condicionado, que torna o ar ainda mais seco;
utilize vaporizadores ou toalhas molhadas e bacias com água espalhadas pela casa;
mantenha a casa limpa e tente evitar o acúmulo de poeira;
modere os banhos quentes e demorados.

Níveis de umidade relativa do ar
A umidade relativa do ar é a quantidade de vapor de água presente na atmosfera no momento analisado, em comparação com o total máximo que poderia existir na temperatura observada. Ela é mais baixa, quanto mais alta for a temperatura.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a umidade do ar ideal quando ela está acima de 60%. Entre 20% e 30% é considerado estado de atenção, entre 12% e 20%, estado de alerta e abaixo de 12%, estado de alerta máximo ou de emergência.


Taise Bertoldi

Fonte: Site do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas a Agricultura) e G1 (25/08/2010).

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (1 Votar)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em