A Unimed Cascavel recebeu novamente a nota máxima no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) em 2020, relativo ao ano-base de 2019. O número está no relatório de Qualificação das Operadores de todo o Brasil, recém divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e serve de base para a agência elaborar o ranking de qualidade do serviço prestado no país. “Essa avaliação dá aos usuários da saúde suplementar a possibilidade de um maior poder de escolha. Além disso, o índice oferece subsídios para a melhoria da gestão das operadoras e das próprias ações regulatórias da ANS”, esclarece o diretor-presidente da Unimed Cascavel, Luiz Sergio Fettback.

Das 945 operadoras brasileiras avaliadas, apenas 50 obtiveram a nota máxima (1,0). Dessas, 46 fazem parte do Sistema Unimed.

O IDSS é composto por um conjunto de indicadores agrupados em quatro dimensões:

• Cuidado com a saúde dos clientes (40% da nota)
• Gestão econômico-financeira (20% da nota)
• Estrutura de operação (20% da nota)
• Satisfação do usuário (20% da nota)

Para a Unimed Cascavel, a pontuação é mais do que uma vitória para o grupo. A cooperativa considera esse resultado uma comprovação do Jeito de Cuidar Unimed, que promove o atendimento humanizado de excelência que faz bem para as pessoas. “Ainda que o momento seja delicado e de preocupações devido à pandemia mundial gerada pelo coronavírus, a obtenção desta nota reforça o nosso compromisso com os todos os nosso públicos, garantindo o atendimento de qualidade referendado pela ANS”, finaliza o diretor-presidente da Singular.

Os resultados obtidos pela Unimed Cascavel (geral e por dimensão) podem ser conferidos abaixo:

 

 

IDSS da Unimed Cascavel (2016-2020)

 

 

Mais informações estão disponíveis no site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (clique aqui)