Voltar

Hipertensão na Gravidez

Hipertensão na Gravidez

Hipertensão na Gravidez

Tensão arterial é o termo que designa a pressão que o sangue exerce na parede das artérias por onde circula. Ou seja, as paredes ficam sob tensão, distendidas pela pressão sanguínea. Os valores considerados normais da pressão arterial são: 120-129 (máxima) e 80-84 (mínima) mm HG. Entre 130-139 e 85-89 mm Hg fala-se em limite superior do normal e, a partir desses valores começamos a falar de hipertensão arterial (que poderá ter alguns níveis de gravidade).

A hipertensão na gravidez é mais usual após 20ª semana de gestação, mas existem alguns fatores que contribuem para aumentar o risco:

  • A grávida ter mais de 35 anos
  • Estar grávida pela primeira vez
  • Doenças como a obesidade e/ou diabetes
  • Alimentação desequilibrada

A hipertensão arterial é um fator de risco para diversas doenças e, durante a gestação pode apresentar vários perigos. Quando acima de 140/90 mm HG contribui para uma gravidez de risco e pode levar ao desenvolvimento de pré-eclâmpsia, uma síndrome causada pelo aumento da pressão arterial e que pode provocar o parto pré-termo além de outras complicações, caso não seja tratada adequadamente.

Quando consultar o obstetra

Além das consultas normais de acompanhamento, a grávida deve consultar o obstetra se tiver:

  • Dor de cabeça constante, especialmente na nuca
  • Dores fortes na barriga
  • Alteração na visão
  • Inchaço de determinadas partes do corpo como pernas, mãos e faces

Como prevenir a hipertensão na gravidez

  • Repousar bastante, se houver indicação médica
  • Ingerir líquidos adequadamente respeitando o peso corporal (30ml/kg/dia)
  • Realizar atividade física, se não houver contraindicação médica
  • Manter uma alimentação balanceada, contemplando todos os grupos alimentares, evitando os excessos
  • Evitar tomar bebidas com cafeína em excesso
  • Não consumir bebidas alcoólicas e fumar