Voltar

Oftalmologia: hábitos que podem agravar a miopia e o astigmatismo

Oftalmologia: hábitos que podem agravar a miopia e o astigmatismo

Oftalmologia: hábitos que podem agravar a miopia e o astigmatismo

11 Janeiro 2021

A miopia e o astigmatismo são as condições adversas mais comuns no ramo da oftalmologia. Enquanto na primeira o paciente apresenta dificuldades para enxergar objetos a uma certa distância, na segunda ele pode ter dificuldades em ambas, com uma sensação incômoda de visão borrada. 

Um dos aspectos que contribuem para o seu desenvolvimento é a pré-disposição genética: indivíduos cujos familiares possuam miopia ou astigmatismo têm mais chances de também terem o mesmo diagnóstico. No entanto, alguns hábitos do dia a dia podem contribuir para o agravamento do quadro. 

A seguir, listamos o que pode fazer com que a sua visão esteja mais afetada por esses incômodos, com o aumento considerável do grau:

Uso de dispositivos móveis, notebooks e televisão

A luz de aparelhos eletrônicos, quando em contato excessivo com a retina, é um terreno favorável para a progressão do grau da miopia. Esse é, aliás, o fator que mais contribui para o aumento de diagnósticos nos consultórios dos oftalmologistas, já que estamos sempre trabalhando pelo computador, acessando o celular e assistindo a algo na televisão. Cortar esse hábito é inviável, mas é importante prestar atenção ao tempo gasto nessa exposição, bem como fazer pausas para descansar os olhos. 

Não usar os óculos adequadamente

Engana-se quem pensa que evitar o uso de óculos de grau pode retardar a evolução de doenças oculares. Ainda que a opção de não usá-los não provoque o aumento do grau, o hábito traz incômodos consideráveis, tais como ressecamento dos olhos e enxaqueca. Se a adaptação aos óculos estiver muito complicada, é recomendável buscar opções de lentes de contato. 

Exposição à poeira e à poluição

A poeira e a poluição do ar afetam a retina. Além disso, elas impulsionam a secura dos olhos, um dos fatores determinantes para piorar os sintomas e o desconforto provocado pelo astigmatismo. Para quem mora em grandes cidades, fica difícil evitar tal situação. Dessa forma, é importante checar se a limpeza do ar-condicionado e dos ambientes de convívio (em casa ou no trabalho) estão adequadas, bem como facilitar a ventilação local e usar colírio para hidratar a retina. 

Coçar os olhos

Este hábito, adquirido principalmente por pessoas que convivem com rinite alérgica, não causa somente desconforto. Muito além da vermelhidão e do ressecamento, a coceira pode afetar o funcionamento da retina e intensificar aquela sensação desagradável de visão embaçada e/ou dupla trazida pelo astigmatismo. Caso esteja em uma crise alérgica ou sentir esse desconforto, em vez de coçar os olhos, opte por fazer uma pausa para colocar um algodão embebido em água boricada ou soro fisiológico na região ocular. Isso auxilia no controle da alergia e, de quebra, alivia o incômodo. 

Não se esqueça de marcar uma consulta com o seu oftalmologista para fazer um check up e verificar se o grau dos óculos e das lentes está correto ou se há a necessidade de adotá-los na sua rotina. Para mais dicas de saúde, siga acompanhando o blog da Unimed. É um prazer ajudá-los!

Cuidar de você. Esse é o plano.