Voltar

Quatro chás usados popularmente para reduzir a retenção de líquido

Quatro chás usados popularmente para reduzir a retenção de líquido

Quatro chás usados popularmente para reduzir a retenção de líquido

13 Abril 2021

A sabedoria popular diz que muitos chás têm efeitos diuréticos, ou seja, induzem uma maior perda de líquidos pela urina, o que pode auxiliar no processo de diminuição de inchaço induzido por algumas condições de saúde. Mas, atenção: há vários pontos a serem considerados!

Primeiramente, a sensação de maior volume de diurese (urina eliminada ao longo do dia) pode decorrer simplesmente pelo maior volume de líquido ingerido pela oferta do chá. De fato, em chás e infusões estão presentes muitas substâncias com potencial de ação sobre sistemas do nosso organismo. Porém, quando oferecido dessa forma, é praticamente impossível mensurar a quantidade ofertada, dada a variabilidade na apresentação e preparo.

Outra questão importante é que nem todas as pessoas terão segurança em utilizar todos os chás, dependendo de sua condição de saúde, principalmente em se tratando de quantidades elevadas ou não controladas dessas substâncias. Por isso, os chás não devem ser utilizados indiscriminadamente nem de forma exagerada (muito menos devem substituir a adequada avaliação médica e tratamento formal).

Veja alguns tipos de chás mais populares:

 

Chá de salsinha

Um dos mais famosos chás para problemas urinários, substâncias presentes na salsinha tem indícios de ação em alguns tipos de cálculos renais. 

Ingredientes

• 1 ramo ou 15 g de salsinha fresca com talos
• 1/4 de limão
• 250 ml de água quente 

Modo de preparo

Lave e pique a salsinha. Esquente a água até iniciar a formação de bolinhas de ar e desligue o fogo. Depois, junte a salsinha na água e deixe repousar entre 5 e 10 minutos. Por fim, coe, deixe amornar e beba várias vezes ao dia. Idealmente, o chá de salsinha não deve ser usado por grávidas nem por pessoas que estejam fazendo tratamento com anticoagulantes ou outros diuréticos.

 

Chá de dente-de-leão

Rica em potássio, atua nos rins e aumentando a produção de urina.

Ingredientes

• 15 g de folhas e raízes de dente-de-leão
• 250 ml de água quente

Modo de preparo

Adicione a água em uma xícara e, depois, coloque as raízes e deixe repousar por 10 minutos. Coe e beba de duas a três vezes por dia. O uso dessa planta não deve ser feito durante a gravidez nem por pessoas com problemas nos ductos biliares ou oclusão intestinal.

 

Chá de cavalinha

Essa planta tem ação diurética e antioxidante, neutraliza os radicais livres e auxilia na eliminação do excesso de água do organismo.

Ingredientes

• 1 colher (chá) de cavalinha
• 250 ml de água quente.

Modo de preparo

Coloque a cavalinha na xícara com água fervente e deixe repousar entre 5 e 10 minutos. Depois de coar, deixe amornar e beba três vezes por dia.

 

Chá de hibisco

Ainda por mecanismos não completamente compreendidos, o hibisco pode aumentar a produção de urina ao longo do dia, eliminando maior quantidade de água retida no corpo. Por ser vasodilatador, pode baixar a pressão, causar tonturas e sensação de fraqueza. Por isso, fique atento à quantidade consumida.

Ingredientes

• 2 colheres (sopa) cheias de flores hibisco seco
• 1 litro de água em início de fervura

Modo de preparo

Adicione o hibisco na água quente e deixe repousar por 10 minutos, devidamente tampado. Coe e beba ao longo do dia. Essa planta deve ser evitada durante a gravidez e a lactação.

 

Observação

Os chás possuem diversos benefícios mas também possuem alguns efeitos colaterais, por isso sempre consulte um profissional da saúde antes de consumir qualquer tipo de chá.


Fonte: Unimed Porto Alegre