Voltar

Bem-vindo 2021 e Joaquim, o primeiro bebê nascido no HUSD

Bem-vindo 2021 e Joaquim, o primeiro bebê nascido no HUSD

Joaquim resolveu chegar um pouco mais cedo para os papais Lisete e Eduardo

Bem-vindo 2021 e Joaquim, o primeiro bebê nascido no HUSD

Joaquim resolveu chegar um pouco mais cedo para os papais Lisete e Eduardo

5 Janeiro 2021

 

O ano começou especial para a professora Lisete do Nascimento Almeida De Grande e para o designer gráfico Eduardo Rechi De Grande, com a chegada do pequeno Joaquim, no dia 1º de janeiro de 2021. Ele é também o primeiro bebê do ano no Hospital Unimed São Domingos. Com 3.075 quilos e 46 centímetros, ele nasceu por meio de cesárea após a mãe sentir contrações fortes durante a ceia do ano novo.

 

“Já estava sentindo há alguns dias, mas durante o jantar veio um pouco mais forte. No dia seguinte, as dores continuaram e resolvemos vir para o hospital apenas para me tranquilizar, mas a médica resolveu fazer a cesárea”, disse. Às 11h12, Joaquim já estava nos braços da mãe no Centro Cirúrgico.

O bebê estava previsto para nascer até o dia 10 de janeiro e a mãe queria tentar o parto normal. “Acabei optando pela cesárea mesmo, pois no momento parecia ser a opção mais segura”, completou.

O ano de 2020 foi desafiador para o casal. A meta era ter o primeiro filho, que por pouco não foi adiada por conta da pandemia do novo coronavírus. Os protocolos de segurança exigidos, como uso de máscara, uso do álcool em gel e distanciamento social, fizeram com que o casal tivesse de ficar longe da família durante a gestação. “No começo da pandemia foi um pouco difícil, pois tivemos que cumprir o isolamento de forma correta e, quando precisávamos sair, seguíamos todos os cuidados”, disse Lisete. 

O fato de a profissão do Eduardo já ser em casa permitiu que ele passasse mais tempo com a esposa. “Foi uma gravidez tranquila e pude acompanhar todas as evoluções de perto”, disse. Emocionado, Eduardo estava ansioso de ter o filho nos braços. “É uma sensação diferente, nunca imaginava sentir algo tão grande e especial”, completou.

Nos primeiros dias, o casal contará com a ajuda da mãe do Eduardo e da irmã de Lisete, que também está grávida. Por enquanto, os parentes conhecerão o pequeno Joaquim apenas pelas videochamadas no celular. “Eu pedi para a família aguardar o primeiro mês, vamos ver como as coisas seguirão até lá. Infelizmente, minha mãe está em isolamento e aguardando o teste dela e, por enquanto, vamos matar a saudade e curiosidade por videochamadas”, disse Lisete.

A escolha do nome veio por um motivo especial para o casal. Seus avôs tinham o mesmo nome, Joaquim, e as lembranças da infância foram determinantes para homenageá-los. “Lembro de passar minhas férias em Minas [Gerais], fazíamos uma viagem longa e era sempre uma alegria ir até lá”, comentou Lisete. “Meu avô tinha muitas qualidades, dentre elas a honestidade, que eu espero passar para o meu filho”, completou emocionada.

Eduardo também se lembra do amor que tinha pelo avô. “Meu avô era um cara honesto, prestativo e muito carinhoso com os netos. Sempre estávamos juntos e próximos”, disse.

 


Ariane Godoi / Unimed Catanduva