Voltar

Desafio da Medicina Preventiva alia atividade física, alimentar e mental

Desafio da Medicina Preventiva alia atividade física, alimentar e mental

No desafio, beneficiárias eliminaram mais de dez quilos em duas semanas

Desafio da Medicina Preventiva alia atividade física, alimentar e mental

No desafio, beneficiárias eliminaram mais de dez quilos em duas semanas

12 Abril 2021

 

Você foi adicionado em um novo grupo. Duas semanas para cuidar da alimentação, fazer atividades físicas de forma segura – em casa ou em área aberta, e da saúde mental. Esse foi o desafio que a Medicina Preventiva fez para beneficiários da Unimed Catanduva durante o mês de março. A ação, que antecede o Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 de abril, ressalta a importância do cuidado com a saúde em todos os seus aspectos.

 

As 17 beneficiárias participantes receberam orientações e desafios propostos por parte da equipe multidisciplinar, formada pela nutricionista Thamires Baldini Correa, pela educadora física Cíntia Marques Zolin e pela psicóloga Ana Maria Brambilla. Dentre os desafios, as participantes tiveram que quebrar paradigmas, que incluíram exercícios mais pesados, reflexão sobre a saúde mental e reeducação alimentar.

 

Na alimentação, o doce ou a cervejinha do final de semana não foram os principais empecilhos, mas, sim, a água. “Quando a Thamires nos passou as orientações da quantidade de água que temos que tomar diariamente, percebi que não chegava nem perto da meta diária”, disse a professora infantil e coach Carla Patrícia dos Santos Borges, que adaptou a sua meta colocando a quantidade correta em uma garrafa e tomando de forma fracionada.

 

 

“Antes não ingeria meio litro de água por dia, agora são dois litros. Uma diferença e tanto para o meu corpo”, compartilhou a analista financeira Valdirene Alves Gonçalves. A professora Thaís de Freitas Zorgete também sentiu uma grande diferença ao olhar com mais atenção para a sua hidratação diária. “Com o grupo, passei a me policiar melhor”, disse.

 

A assistente de diretoria Karen Daniela Grotoli passou a ter um olhar melhor nas proteínas que escolhia, pois sempre teve mais preferência pela carne vermelha. “Ultimamente, tenho adicionado a carne branca com mais frequência. Estamos comendo peixe, frango e isso tem ajudado bastante”, completou.

 

Para Carla, a alimentação teve um incentivo especial: os filhos João, 8, e Amanda, de 11 anos, entraram no desafio. “A Amanda ama comida saudável. Ela vê algumas receitas e me chama para fazer. Já o João é mais seletivo. Certo dia, vi um prato com carinha no grupo e resolvi fazer para ele e deu certo”, comemorou.

 

 

Já Thaís e sua família entraram no desafio físico e alimentar, o que a deixa muito feliz. “Minha filha e meu marido já diminuíram bastante a ingestão de açúcar e aumentaram a ingestão de legumes, frutas e verduras. Eles também me acompanham nas atividades físicas”, disse.

 

 

Valdirene é mãe da Maria, de 3 anos, e do Miguel, 6. A filha aceita bem todos os alimentos; já Miguel é mais seletivo. “Agora temos mais variedade em casa. Maria come super bem, mas Miguel é um pouco mais difícil”, completou. A felicidade dela se completa com a adesão do marido, Wander, que também participa das atividades físicas e percebeu que está eliminando peso. A atividade preferida da família é o pedal.

 

O apoio mútuo entre as participantes foi fundamental. Para Thaís, seu maior desafio foi fazer atividade física, principalmente por conta do isolamento. “Não tinha o hábito de fazer exercício em casa e o grupo me incentivou a ter essa disciplina de exercício diário”, disse. “É muito gostoso ter participado, pois vamos acompanhando a evolução de cada uma, se ajudando e se inspirando”, reiterou Karen.

 

Carla destacou a importância de todas compartilharem suas experiências. “O grupo faz com que passemos um tempo juntas e nos estimula a ir mais longe. Ao vermos outros pratos com alimentos saudáveis mantemos o foco”. Valdirene levará a experiência para a vida toda. “Os desafios e todo o apoio que recebemos por estarmos empenhadas nos faz ver que é possível a mudança, não só agora, mas a longo prazo”, completou.

 

Resultado

A eliminação de peso, um dos objetivos do grupo, resultou em premiação. A soma da perda de peso entre as participantes foi de cerca de 12,2 quilos. A vencedora neste quesito foi a empresária Alessandra Kater Nobalbos, que ‘ganhou’ menos 2,2 quilos na balança. “O resultado mostra o quanto é importante o envolvimento e apoio de todas”.

 

Para a nutricionista Thamires Correa Baldo, a união do grupo foi determinante para os resultados positivos. “Em consulta, havia relatos que não conseguiam atingir a meta de ingestão de líquidos. Com o grupo, foi possível vê-las alcançar esses objetivos. Tenho certeza de que esse apoio fará com que os hábitos se tornem prazerosos”.

 

Apesar da pausa com academia por conta da pandemia, a educadora física Cíntia Marques Zolin não deixou ninguém parado. Durante 15 dias, enviou treinos e desafios para as participantes. “Fiquei surpresa com a adesão e, mais ainda, ao vê-las incentivando umas às outras. Tenho a sensação de dever cumprido”, completou.

 

O desafio também se somou à saúde mental. A psicóloga Ana Maria Brambilla incentivou cada participante a olhar para si e para suas escolhas. Para ela, além do incentivo do grupo, a união familiar foi determinante para os resultados positivos. “Todas já tinham uma breve consciência do quão é importante aliar atividade física, saúde mental e alimentação saudável. Agora é continuar praticando o que foi aprendido, com mais empenho e dedicação para a pessoa mais importante da sua vida: você”, concluiu.


Fonte: Ariane Godoi | Unimed Catanduva