Voltar

Hospital da Unimed inicia retomada gradativa de procedimentos eletivos

Hospital da Unimed inicia retomada gradativa de procedimentos eletivos

Hospital da Unimed inicia retomada gradativa de procedimentos eletivos

7 Maio 2020

O Hospital Unimed São Domingos (HUSD), administrado pela Unimed Catanduva, iniciou a retomada gradual dos procedimentos eletivos. A decisão foi tomada após análise do atual cenário epidemiológico na região atendida pela operadora e em razão da baixa demanda de atendimentos a pacientes com síndrome gripal na unidade hospitalar.

 

A suspensão de procedimentos eletivos, a exemplo dos exames endoscópicos e cardiológicos, teve início em 23 de março – após determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em virtude da pandemia da Covid-19. Na ocasião, o HUSD se preparou para receber os pacientes com suspeita de Coronavírus.

 

“Tivemos os primeiros casos de internação de Covid-19 em março. Já em abril, o número de pacientes – tanto em Pronto Atendimento quanto em internação – diminuiu consideravelmente. Desta forma, com baixa demanda e sem receber novos casos com frequência, entendemos que era uma oportunidade para que pessoas em espera de cirurgias e exames pudessem ser atendidas novamente”, disse o diretor técnico do HUSD, o infectologista Arlindo Schiesari Júnior.

 

O médico explica que as mudanças são dinâmicas e o cenário da pandemia pode mudar a qualquer momento. Todas as alterações, segundo ele, estão sendo feitas de forma ponderada e muito bem pensadas, para que não haja aglomeração ou grande fluxo de pessoas dentro do hospital.

 

“Interpretamos que o momento permite a retomada gradual de algumas atividades. Então, as cirurgias eletivas e alguns exames diagnósticos eletivos, como exames cardiológicos e endoscópicos, claro que com número limitado, terão abertura gradual. Reabrimos de acordo com a ocupação de leitos que planejamos, sem comprometer o atendimento à Covid-19. Se, por acaso, o cenário mudar e o movimento para Covid-19 aumentar, tais procedimentos poderão ser novamente suspensos”, reforçou.

 

Apesar da retomada, o hospital mantém áreas específicas para o atendimento aos pacientes com síndrome gripal. A medida é fundamental para manter a segurança dos usuários, mantendo rigor na circulação de pessoas dentro da unidade hospitalar, além do distanciamento social.

 

 


Fonte: Helen Ventura | Unimed Catanduva