Voltar

Semana da Qualidade e Segurança do Paciente premia projetos idealizados por colaboradores

Semana da Qualidade e Segurança do Paciente premia projetos idealizados por colaboradores

Sete propostas foram inscritas e deverão ser implementadas no hospital

Semana da Qualidade e Segurança do Paciente premia projetos idealizados por colaboradores

Sete propostas foram inscritas e deverão ser implementadas no hospital

7 Outubro 2019

 

Três projetos idealizados por colaboradores do Hospital Unimed de Catanduva foram premiados na última quarta-feira, 25, na Semana da Qualidade e Segurança do Paciente. A ação foi liderada pelo Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) da unidade. Ao todo, sete projetos foram inscritos. 

De acordo com a presidente do NSP, a gerente de enfermagem Adriana Tanaka, os colaboradores foram convidados a criar projetos de melhorias com o tema “Segurança do Paciente e Qualidade”, com foco nas seis metas de segurança do Ministério da Saúde: Identificação do Paciente, Comunicação Segura, Cirurgia Segura, Higiene das Mãos, Queda e Úlceras por Pressão. 
 

No encontro, cada equipe fez a apresentação do trabalho inscrito, tendo como banca avaliadora o diretor técnico do hospital, infectologista Arlindo Schiesari Júnior, a gerente de hotelaria Heloísa Lopes, o administrador do hospital, Tiago Ferreira, e a própria presidente do NSP.

“Inicialmente, os trabalhos foram expostos nos corredores para avaliação. Uma sessão comemorativa encerrou o processo para a escolha dos três primeiros colocados. Na seleção, foram avaliados se os temas estavam atrelados às metas internacionais de segurança do paciente, a aplicabilidade do projeto e quais deles teriam maior impacto positivo na assistência”, explicou Adriana. 
 
O primeiro lugar ficou para Adrieli de Barro Ricci, Elise Mancini Gomes e Guilherme Aparecido Silva, do setor de Qualidade, com o projeto “Cuidado na Medicação de Alta Vigilância”. A proposta do trio é de que o hospital passe a ter um controle mais efetivo na dispensação e administração do medicamento de Alta Vigilância (medicação de alto risco).  

Marcelo Grigoleto do Cedoc, e Jéssica Janaina Simiel, responsável pelo Banco de Sangue, ficaram com o segundo lugar com o projeto “Identificação de Pacientes/Acompanhantes com foco na Classificação de Risco”. O objetivo é aprimorar esse processo e ter melhor controle de circulação de acompanhantes nas dependências do hospital. “Atualmente, o paciente faz uso de, no mínimo, três pulseiras. A ideia é aplicar o uso de pulseira única com o uso de clamps (cada clamp terá uma cor de identificação), oferecendo mais qualidade para o paciente e agilidade nos processos”, explicou Jéssica.

Em terceiro lugar foi eleito o projeto “Prevenção de Lesão por Pressões Decorrentes do Posicionamento Cirúrgico: implementação da escala de Elpo”, criado pelo enfermeiro Cristiano Bispo dos Santos. O objetivo é prevenir a lesão de pele em pacientes durante a cirurgia. 

A intenção do hospital é implantar todas as propostas apresentadas, não somente as premiadas. 


Fonte: Patrícia Santos / Unimed Catanduva