Voltar

Unimed Catanduva doa 25 cestas básicas para Cáritas Diocesana

Unimed Catanduva doa 25 cestas básicas para Cáritas Diocesana

Alimento beneficiará 47 pessoas acolhidas em projetos liderados pela instituição

Unimed Catanduva doa 25 cestas básicas para Cáritas Diocesana

Alimento beneficiará 47 pessoas acolhidas em projetos liderados pela instituição

30 Setembro 2021

A Unimed Catanduva mantém o seu compromisso com a comunidade e segue com a campanha “Compartilhar solidariedade. É para sempre”. Dando continuidade à ação, realizou, na manhã desta terça-feira, 28, a entrega de 25 cestas básicas para a Cáritas Diocesana do município. Outras 25 cestas serão entregues à Associação Beneficente Lar dos Velhinhos, de Pindorama.  

Heloísa Lopes, gerente de Hotelaria do Hospital Unimed São Domingos (HUSD), realizou a entrega ao Padre Carlos Umberto Franquim, na presença da voluntária Eva Narciso Miguel e da psicóloga Moniely Vechi Guaravenin Carratú. “É uma gratidão imensa poder conhecer de perto um trabalho de valorização e resgate humano”, disse. 


“Quando se pede ajuda para crianças, idosos, é muito mais fácil. Mas, quando se trata de pessoas em situação de rua ou dependentes químicos, há o preconceito de que são pessoas em desmerecimento. A Unimed Catanduva sempre nos ajudou em causas sociais. Com a doação das cestas vocês nos ajudam a acolher e recuperar estas pessoas para a inserção na sociedade”, refletiu Padre Carlos. 

A Cáritas Diocesana atua desde 2011 no acolhimento, recuperação e ressocialização de dependentes químicos. As doações das cestas básicas beneficiarão 47 pessoas acolhidas pelos projetos Comunidade Terapêutica e Comunidade República. 

A Comunidade Terapêutica assiste 37 homens, entre 18 a 65 anos, que estão em tratamento contra a dependência química. Eles permanecem na comunidade por seis meses, sob os cuidados de equipe formada por assistente social, psicóloga, nutricionista e monitores. Após o período de recuperação, caso não tenha para onde ir, o acolhido é direcionado à Comunidade República. 

Na República, são assistidos dez moradores. No local, eles permanecem por mais seis meses, período em que são preparados para uma reinserção na sociedade, com apoio para conseguir emprego.

Saiba mais 
Além dos projetos em Catanduva, a Cáritas Diocesana também atua em Novo Horizonte com mais quatro serviços sociais:  Comunidade Terapêutica (30 dependentes químicos), Casa Amparo (20 moradores em situação de rua), República (com até dez dependentes químicos em reintegração social) e Casa Lar, com até 10 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social.
 
Caso queira contribuir com a entidade, entre em contato pelo telefone (17) 3521-1611. 


Patrícia Santos

Fonte: Unimed Catanduva