Voltar

Unimed Catanduva tem nota positiva em avaliação de qualificação da ANS

Unimed Catanduva tem nota positiva em avaliação de qualificação da ANS

Relatório da ANS divulgou resultado do Programa de Qualificação das Operadoras

Unimed Catanduva tem nota positiva em avaliação de qualificação da ANS

Relatório da ANS divulgou resultado do Programa de Qualificação das Operadoras

20 Setembro 2019

 

A Unimed Catanduva, pelo segundo ano consecutivo, obteve pontuação positiva no Programa de Qualificação de Operadoras, iniciativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Neste ano, a operadora obteve a nota 0,6284 no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS). Os dados são referentes ao ano-base 2017, clique aqui e confira. 

No Índice de Sustentabilidade no Mercado (IDSM), a operadora obteve a nota 0,8771. O indicador monitora a sustentabilidade da operadora, considerando seu equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores. Em Recursos Próprios (solidez de seu Plano de Saúde), a Unimed obteve 0,9800 – razão entre o patrimônio líquido (com ajustes por efeitos econômicos) e os compromissos da operadora no longo prazo.

Em relação à Proporção de Nota Técnica de Registro de Produtos (NTRPs) com Valor Comercial da Mensalidade Atípicos (preço do Plano de Saúde), a Unimed Catanduva obteve nota 1. A avaliação foi feita por meio de valores comerciais nas primeira, sétima e décima faixas etárias abaixo do limite inferior estatístico e o total de NTRPs associadas a planos ativos em comercialização pela operadora.

“O resultado vai na contramão da economia em 2017. Vivenciamos uma crise econômica grave no País. Mas, graças às nossas políticas e transparência, conseguimos manter o crescimento da Unimed Catanduva”, disse o presidente da operadora, José Renato Pizarro. “Foi um ano de grandes conquistas, com a abertura do Centro de Atenção Integrada à Saúde e Medicina Preventiva em Santa Adélia e a ampliação do Hospital Unimed Catanduva”, completou.

O programa também avalia outros pontos isolados, no qual a Singular obteve bons resultados, como o Programa de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças, com nota 1. Essa pontuação é atribuída às operadoras que têm programas de promoção à saúde. A Unimed Catanduva conta com a Medicina Preventiva, além das unidades do Centro de Atenção Integrada à Saúde e Medicina Preventiva em Santa Adélia e em Itajobi.

Nova metodologia

Neste ano, a ANS implantou uma nova metodologia para análise, com indicadores que discriminam melhor o desempenho das operadoras, especialmente seus aspectos assistenciais. As avaliações são:

Qualidade em Atenção à Saúde: avaliação do conjunto de ações em saúde que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada;

Garantia de Acesso: condições relacionadas à rede assistencial que possibilitam a garantia de acesso, abrangendo a oferta de rede de prestadores;

Sustentabilidade no Mercado: monitoramento da sustentabilidade da operadora, considerando o equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores;

Gestão de Processos e Regulação: essa dimensão afere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS.

Sobre o IDSS

Os resultados da avaliação das operadoras são traduzidos pelo Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS). O IDSS é um índice composto por um conjunto de indicadores agrupados em quatro dimensões e é calculado com base nos dados extraídos dos sistemas de informações da Agência ou coletados nos sistemas nacionais de informação em saúde.

O índice permite a comparação entre as operadoras e a disseminação de informações de forma transparente, reduzindo a assimetria de informação, falha de mercado que pode comprometer a capacidade de escolha do consumidor para contratação ou troca de um plano, além da ampliação da concorrência baseada em valor no setor.


Fonte: Ariane Godoi / Unimed Catanduva