Voltar

Encontro Interestadual de Neonatologia é realizado em Chapecó

Encontro Interestadual de Neonatologia é realizado em Chapecó

Encontro Interestadual de Neonatologia é realizado em Chapecó

3 Maio 2018
A ventilação mecânica é um procedimento fundamental para a redução das taxas de mortalidade de recém-nascidos, prematuros ou não, que necessitam desta intervenção, e um tema muito específico dentro da Neonatologia.  A prática com o ventilador e as formas de proteger o pulmão do bebê foram os principais assuntos abordados durante o Encontro Interestadual de Neonatologia, ocorrido no último final de semana, na Unimed Chapecó. 
 
O evento foi conduzido pelo médico pediatra, Mestre em Pediatria, Dr. Milton Harumi Miyoshi, que promoveu uma oficina de capacitação em cuidados respiratórios. O médico é um dos nomes mais importantes da Neonatologia no Brasil e no exterior. A capacitação teve a presença de médicos pediatras e equipe multidisciplinar do Hospital Unimed Chapecó, além de participantes de fora do município, que também prestigiaram do evento. 
 
Uma das organizadoras do evento, a médica pediatra e cooperada da Unimed Chapecó, Dra. Marta do Nascimento F. Goldschimidt, ressaltou a importância do processo de ventilação mecânica para o bom exercício da Neonatologia. “O pulmão do bebê prematuro não nasce preparado para respirar. Cabe a nós, profissionais de UTI Neonatal, dominarmos o processo para salvar uma vida e não agredir ainda mais o pulmão despreparado”, salientou.
 
Dra. Marta aproveitou ainda para ressaltar a estrutura disponível na UTI Neonatal do Hospital Unimed Chapecó, que permite que os profissionais possam executar o melhor trabalho possível, dispondo do respirador que, segundo profissionais da área, é o que há de melhor em tecnologia no mercado. A médica ainda reconheceu o profissionalismo do Dr. Miyoshi pelo domínio e excelência com que trata do assunto. “Ele sabe abordar o tema da maneira mais clara e simplificada possível, com um discurso acessível que torna o assunto muito esclarecedor”, pontuou. 
 
Experiência 
Acompanhamento durante o período pré-natal, correta administração de medicamentos na gravidez e cuidados em geral com a saúde são pontos fundamentais para a prevenção de problemas respiratórios no recém-nascido de acordo com Dr. Miyoshi. Além disso a capacitação profissional e os recursos disponíveis fazem a diferença no momento de salvar um bebê segundo ele. 
 
“Em ambientes tão complexos como uma UTI Neonatal, a escolha e o tempo apropriados de cada ação pode ser a consideração mais importante e pode mudar o resultado de uma vida! ”, salientou o médico. Quanto ao risco de um bebê prematuro desenvolver problemas respiratórios, o profissional alerta que varia de acordo com o histórico da gravidez e idade gestacional. “O maior risco ocorre nos bebês com peso abaixo de 1,5 quilos.  Geralmente, nesses casos, a chance de necessitar de ventilação mecânica ocorre entre 30 e 50% dos casos”, explicou. 
 
O Encontro Interestadual de Neonatologia foi uma realização da Unimed Chapecó e Sociedade Brasileira de Pediatria com o apoio do Laboratório Abbvie. 
 
 
 

  • Mulher mostrando algo para um homem de óculos na tela do tablet
  • Dedo tocando tela
  • Três mulheres com headset atendendo clientes