Voltar

Centro Hospitalar Unimed de Joinville está entre os hospitais participantes de estudo multicêntrico internacional relacionado à Covid-19

Centro Hospitalar Unimed de Joinville está entre os hospitais participantes de estudo multicêntrico internacional relacionado à Covid-19

Centro Hospitalar Unimed de Joinville está entre os hospitais participantes de estudo multicêntrico internacional relacionado à Covid-19

3 Novembro 2022

Por meio do Centro de Estudos, o hospital da cooperativa médica atuou em um estudo clínico intitulado “Avaliação da Eficácia e Segurança de PTC299 em participantes hospitalizados pela Covid-19”, realizado em nove países e com apenas sete centros selecionados no Brasil. 

O PTC299 trata-se de uma terapia oral experimental com um novo mecanismo de ação dupla que tem o potencial de abordar a alta replicação viral e uma resposta imune causada pela tempestade descontrolada de citocinas resultante da infecção por SARS-CoV-2.

No Centro Hospitalar Unimed quatro médicos estiveram envolvidos na pesquisa: Juliano Ramos (investigador principal); Glauco Westphal, Luiz Freitas e Miriam Machado (Sub Investigadores), além da coordenadora de pesquisa clínica Ruthy Perotto Fernandes, a farmacêutica Camila Lunardi e o técnico em enfermagem, Maurelio Laurett. 

Os pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19, eram convidados a participar da pesquisa e faziam uso do medicamento em estudo por 14 dias, sendo monitorados por intermédio de consultas e contato via telefone por até dois meses.

De acordo com a coordenadora de pesquisa clínica do estudo, a participação proporcionou grande aprimoramento do centro de pesquisa do hospital para adequação às normas necessárias. “Estar entre os centros selecionados leva a Unimed Joinville a figurar entre os hospitais de renome em pesquisa clínica no país e no mundo. A equipe foi muito elogiada pela dedicação e excelente desempenho, por ter garantido o cumprimento das Boas Práticas Clínicas e pela preocupação com a segurança dos participantes, tornando o centro apto a participar de novos estudos de grande relevância”, assegura. 

O estudo foi encerrado no mês de outubro e os primeiros resultados são esperados para os próximos meses. Caso seja efetiva, a terapia poderá se tornar uma alternativa para o tratamento da Covid-19.