Voltar

Atividades físicas ao ar livre

Atividades físicas ao ar livre

Atividades físicas ao ar livre

28 Fevereiro 2018

 

                Lugares fechados nem sempre são os locais preferidos de todos para praticar exercícios. Há quem adore caminhar, mas não suporte praticar caminhada na esteira, por exemplo. Por isto, atividades ao ar livre podem ser vistas como um convite para aproveitar os dias de forma mais intensa, seja sozinho ou com a família e amigos.

                Quer algumas sugestões? Separamos algumas atividades ao ar livre que são capazes de acalmar os pensamentos e revigorar as energias.

 

PULAR CORDA

                Esse passatempo costumeiramente associado à infância é muito eficiente em diversas fases da vida, trabalha diversos músculos do corpo, especialmente as pernas, e fica ainda mais divertido quando praticado ao ar livre. Ao escolher a corda, verifique se as extremidades estão na altura dos músculos peitorais e preze por um tênis com bom amortecimento, isso é essencial para treinar com segurança.

 

PEDALAR

                Andar de bicicleta é um exercício aeróbico, o coração, vasos sanguíneos e pulmões ficam constantemente solicitados. Além disso, é uma atividade que possibilita gastar calorias em grande quantidade, de acordo com a intensidade da prática e o peso do praticante. Ao pedalar, deixe os braços levemente dobrados ao segurar o guidão, para evitar tensionar os ombros e costas. Observe se os joelhos estão semiflexionados, pois para pedalar eles nunca devem ficar totalmente estendidos, isso ajuda a evitar lesões.

 

CORRIDA/CAMINHADA

                As práticas de caminhadas e corridas são atividades bastante gratificantes e quando realizadas com frequência, é possível adquirir resistência em pouco tempo. Ambas melhoram o condicionamento cardiorrespiratório, auxiliam no emagrecimento e/ou na manutenção do peso e fortalecem músculos, ossos, ligamentos e tendões.

 

ANDAR DE PATINS

                Ao patinar o corpo todo trabalha para manter-se equilibrado e a contração feita com os braços, costas e abdômen ajuda a fortalecer os músculos dessas regiões. Nos glúteos e nas pernas é possível sentir com mais intensidade o enrijecimento, afinal, são eles que trabalham intensamente durante o movimento. Cuidado com a postura, deixe os joelhos levemente flexionados, projete o quadril para trás e o tronco para frente. Para garantir a segurança e evitar traumas, utilize munhequeira, joelheira, cotoveleira e capacete apropriados para o esporte.

 

VÔLEI

                Dá pra juntar alguns amigos e jogar na quadra do parque ou procurar escolas ou grupos que ensinam e jogam juntos com frequência. É um esporte que quase todo mundo gosta, bastante agitado e que trabalha o corpo inteiro. A combinação de exercícios aeróbios, anaeróbios, de força, impulso, agilidade e coordenação faz do esporte um dos melhores treinos para quem quer manter a forma e a boa saúde.

 

STAND UP PADDLE

                Trabalha todo o sistema cardiovascular, tonifica a musculatura de membros inferiores e superiores e queima em torno de 350 calorias por hora de prática. Para se manter em equilíbrio na prancha sobre a água, o praticante precisa manter suas coxas e abdome contraídos, o que é um ótimo exercício para a tonificação destes músculos – e dos glúteos também. Além disso, ao remar, o indivíduo fortalece toda musculatura relacionada com os ombros e ajuda a fortalecer as articulações dos tornozelos, joelhos e quadris também.

 

NATAÇÃO

                É um esporte que não afeta as articulações, promove o relaxamento dos músculos e ajuda a aliviar a tensão muscular, e é uma das modalidades mais completas para proporciona equilíbrio muscular: os movimentos realizados durante a atividade envolvem a maior parte dos músculos. Também ajuda a melhorar a postura, aumentando a flexibilidade da coluna e removendo a dor; melhora a capacidade aeróbica pois exige muito da nossa respiração.

 

SURFE

                O surfe vai melhorar bastante o seu condicionamento cardiovascular, pois é uma atividade física que exige o corpo inteiro. Braços, costas e ombros são as regiões trabalhadas durante a remada, exercício necessário para te levar a alto-mar. Já sobre a prancha, a prática também exige certo esforço das pernas e do abdômen, para que seu corpo mantenha-se em equilíbrio.

 

FRESCOBOL

                Apesar de parecer parado, o esporte movimenta tudo: além de trabalhar os braços e a coordenação motora, fortalece muito coxa e panturrilha. Sem falar que, na hora da respiração para o movimento de ataque, exige-se do abdômen. Mexe também com a circulação, reduzindo celulites, dá condicionamento físico e estimula a concentração.

 

 

Fontes: Ativo, Corpo a Corpo, Extra, Marie Claire, Portal Unimed e Vila Mulher 


Setor de Comunicação e Marketing