CUIDADOS NECESSÁRIOS

CUIDADOS NECESSÁRIOS

26 Julho 2012

CUIDADO COM A “ FARMACINHA EM CASA”

O estoque de medicamentos em casa – a famosa farmacinha – algumas vezes representa um risco à saúde. O brasileiro é um dos campeões da automedicação e as sobras de medicamentos são um prato cheio para esta prática. 

Muitas vezes os medicamentos são prescritos por um médico, mas por algum motivo sobram e quando as pessoas sentem os sintomas semelhantes àquele episódio em que foram prescritos acabam novamente fazendo uso, sem ter certeza de que a doença é a mesma. Além disto muitas vezes “receitam” o medicamento para as pessoas do seu convívio.

Esta prática tem muitos riscos: efeitos colaterais, atrasos no diagnóstico e tratamento corretos, uso de medicamentos com prazos de validade vencidos, etc.

 Por estes motivos, a ANVISA está propondo a venda de medicamentos fracionados, isto é, somente o número de comprimidos prescritos pelo médico e que será utilizado pelo paciente. Desta forma teremos menos uso abusivo e também economia para os usuários que por vezes são obrigados a comprarem uma caixa de remédio para utilizar alguns comprimidos.

Também uma preocupação dos médicos é a utilização inadequada dos medicamentos prescritos. É de fundamental importância para o sucesso do tratamento que o paciente siga corretamente a dose, os horários de tomada do medicamento e o tempo correto de uso. Não é incomum ouvirmos de pacientes para os quais foi prescrito 10 dias de antibiótico e que após melhorarem dos sintomas suspenderam o tratamento em 3 dias, por exemplo.  Isto aumenta o risco de recaídas da doença ou de surgimento de bactérias resistentes em próximos tratamentos.

Outro problema relacionado ao uso de medicamentos é o abandono do tratamento para doenças crônicas como a Pressão Alta e o Diabetes. Estas doenças após serem corretamente diagnosticadas são incuráveis e necessitam controle para o resto da vida. No entanto, algumas pessoas após um tempo de tratamento sentem-se tão bem que abandonam os medicamentos. Como são doenças que podem passar anos causando lesões silenciosas em vários órgãos elas podem manifestar-se novamente como um Infarto no coração, um derrame cerebral ou com lesão grave nos rins, fundo dos olhos e circulação periférica.

Portanto, quando estiver doente procure orientação médica, tome os medicamentos na dose, horários e tempo determinados por seu médico e evite indicar medicamentos que você já utilizou para pessoas próximas. Muitas doenças tem os mesmos sintomas mas tem tratamento completamente diferente.






Fonte: Dr. Fenando Roman


Unimed Costa Oeste