Morte e tecnologia são temas do novo espetáculo do Viva Idade

Morte e tecnologia são temas do novo espetáculo do Viva Idade

9 Outubro 2018

Um velório virtual. Acessado por quem quiser participar, em qualquer parte do mundo. Esse foi o enredo da primeira cena do espetáculo Conexão Perdida, estreado no dia 12 de setembro pelo grupo de teatro Viva Idade.

No palco do Teatro Municipal de Toledo, as atrizes arrancaram gargalhadas da plateia com a mistura inusitada de tragédia – com o tema morte – e comédia – com o uso de tecnologias por pessoas da melhor idade. “A peça é leve e bem-humorada, para você sentar, se divertir e refletir também”, explica a diretora Aline Fernandes.

O espetáculo foi dividido em quatro histórias: a primeira cena se passa em um velório, com uma realidade futurística; na segunda acontece uma disputa para decidir quem será levado primeiro pela morte; já a terceira fala sobre reencarnação e amor eterno; e a última trata sobre doação de órgãos.

O elenco é formado pelas atrizes Eronilda Locatelli, Hilda Rubert, Irene Scharnberg Scholer, Laci Laci Felicidade Pietsch, Santina dos Passos, Sinilda Lima, Silvia da Silva Fontes, Teresinha Rubert e Wilma Van Helden, com sonoplastia de Theo Queiroz. Esta é a 15ª peça do Grupo de Teatro Viva a Idade que está sob responsabilidade da assistente social da Unimed Costa Oeste, Jane Brustolin.


Pé de Ideia Comunicação