Voltar

A cor dos alimentos

A cor dos alimentos

Variedade de cores das frutas e verduras confere propriedades saudáveis aos alimentos

A cor dos alimentos

20 Fevereiro 2010
É fácil listar alimentos com cores fortes e chamativas, como tons de vermelho, amarelo e roxo. No entanto, as cores nos alimentos não servem apenas para deixá-los mais bonitos e atraentes. Os pigmentos coloridos dos vegetais e frutas fortalecem o sistema imunológico, previnem doenças do coração e crônico-degenerativas, protegem as células da ação dos radicais livres, entre outros benefícios.

Por isso, quanto mais coloridos os pratos, mais nutritivas serão as refeições. Consumir pratos monocromáticos com frequência pode acelerar o processo de envelhecimento.

Isso é o que explica o nutrólogo Durval Ribas Filho para a revista O Médico & Você nº3. Segundo ele, existem seis grupos de alimentos divididos nas cores branca, vermelha, verde, amarela ou laranja, marrom e roxa ou preta. A seguir, veja as propriedades de cada um desses grupos e exemplos de alimentos que pertencem a eles:

Brancos, como banana, leite e feijão branco: são fontes de potássio e cálcio, o que contribui para a preservação e fortalecimento dos ossos. Também são essenciais para o funcionamento do sistema nervoso e dos músculos.

Vermelhos, como tomate, morango e pimentão: auxiliam no combate ao cansaço, falta de desejo sexual e depressão. Contêm licopeno, que confere o vermelho aos componentes desse grupo, associado à vitamina C: juntos apresentam efeito antioxidante.

Verdes, como abacate, brócolis e alface: o pigmento é a clorofila, que é um energético celular. Ela limpa o organismo e impede que ele absorva substâncias químicas, além de ajudar a proteger o cabelo e a pele.

Marrons, como nozes, lentilha e soja: por serem ricos em fibras, esses alimentos ajudam a regular o intestino, são vasodilatadores e auxiliam no combate à ansiedade.

Amarelos ou laranjas, como milho, cenoura e mamão: ricos em betacaroteno e vitamina C, os alimentos desse grupo reforçam o sistema de defesa e são importantes na manutenção de tecidos e cabelos.

Roxos ou pretos, como ameixa, beterraba e uva: entre outros benefícios, eles ajudam a retardar o envelhecimento, auxiliam o sistema nervoso e protegem o coração.

Taise Bertoldi

Fonte: Revista O Médico e Você (nº3), da Associação Médica Brasileira

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (1 Votar)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em