Voltar

Preparação para a educação infantil

Preparação para a educação infantil

Algumas atitudes dos pais podem contribuir para que os filhos consigam adaptar-se mais facilmente à primeira experiência escolar

Preparação para a educação infantil

21 Agosto 2017
No Brasil, segundo o Ministério da Educação, a educação infantil (para crianças com até cinco anos de idade) é dividida em duas fases: creche, que tem como foco de ensino a interação e a brincadeira; e pré-escola, com foco no desenvolvimento da personalidade, linguagem e inclusão social da criança. Estas duas fases marcam o início da vida escolar e educação formal de uma criança.
 

Importância da preparação para a educação infantil

As primeiras experiências escolares de uma criança podem influenciar na maneira como ela se relacionará com as pessoas e com o mundo ao longo dos próximos anos. Conforme informações da Mayo Clinic, organização que é referência mundial em pesquisas e práticas clínicas, o ‘sucesso’ ou o ‘fracasso’ nesta fase podem afetar o bem-estar, a autoestima e a motivação de uma criança. 
 
 
Aplicando algumas atitudes positivas, os pais podem contribuir para que os filhos vivenciem boas experiências. Leia abaixo:  
 
 
Preze pela saúde da criança. Certifique-se de que seu filho ingere alimentos saudáveis, dorme tempo suficiente, tem ido a consultas pediátricas de rotina e recebeu todas as vacinas indicadas para sua idade.  
 
 
Desenvolva rotinas. Escolha horários regulares para o seu filho comer, brincar e dormir. Aplique esta orientação diariamente, pois ajudará a criança a entrar no ritmo da creche ou pré-escola.
 
 
Incentive o desenvolvimento de habilidades básicas. De forma lúdica, ajude seu filho a reconhecer letras, números, cores e formas.
 
 
Leia. Faça com que a leitura seja uma atividade familiar de rotina. Os pré-escolares costumam apreciar livros de rimas e com ensinamentos sobre o alfabeto.
 
 
Exponha seu filho a experiências de aprendizagem. Procure oportunidades para ampliar os horizontes da criança, leve ao museu, inscreva em programas comunitários de arte e ciência.
 
 
Incentive a socialização. Matricule a criança em esportes de grupo, organize passeios com os amigos, incentive seu filho a compartilhar as suas experiências e expressar seus sentimentos.
 
 
Fale sobre o ambiente escolar. Crie emoção e diminua a ansiedade explicando como pode ser a rotina na escola e os pontos positivos – fazer novos amigos, participar de brincadeiras e atividades divertidas, aprender novos assuntos. 
 
 
 

Texto: Rafaela Fusieger / Design: Ana Carla Bortoloni e Carolina Moura

Fonte: Mayo Clinic / Ministério da Saúde

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (3 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em