A Unimed lança Campanha de Doação de Órgãos 2020: #quefiquedito

Ação traz tatuagens autoadesivas como forma de estampar o desejo de salvar vidas

A Unimed lança Campanha de Doação de Órgãos 2020: #quefiquedito

Ação traz tatuagens autoadesivas como forma de estampar o desejo de salvar vidas

22 Setembro 2020

Uma tatuagem pode dizer quem você é, contar uma história e também evidenciar desejos e vontades. Não à toa, os desenhos que decoram a pele das pessoas foram escolhidos pelo terceiro ano consecutivo como símbolo de uma iniciativa da Unimed . A Campanha de Doação de Órgãos traz à tona esse importante tema com a distribuição de tatuagens autoadesivas. A ideia é mostrar de forma lúdica a necessidade de declarar a vontade de ser um doador. E nada melhor do que estampar na própria pele, mesmo que temporariamente.

A ação começa nesta segunda-feira, 21 de setembro, abrindo a semana em que se comemora o Dia Nacional da Doação de Órgãos – 27 de setembro. Com a curadoria da designer Maria Sanz, foram selecionados dois tatuadores para expressar por meio de arte a intenção das pessoas de se assumirem como doadoras de órgãos e a reforçarem a #quefiquedito.

 

Desta vez, emprestam seu talento à causa Felipe Bernardes (@felipebernardestattoo), que mistura aquarela e grafite, e a argentina – com coração brasileiro – Florencia Rosso (@florencia_rosso), com seu traço delicado com pegada pop e colorida.

 

É preciso falar

 

No Brasil, 45 mil pessoas aguardam na fila de doação de órgãos, enquanto no Espírito Santo são mais de 1.300 nessa situação. Enquanto muitos estão à espera, um problema crucial é a negativa de familiares que desconhecem a vontade de doar do parente. Por isso, a campanha tem como principal objetivo encorajar aqueles que querem salvar vidas sendo doadores, assim como inspirar mais pessoas a se interessarem sobre o assunto. A Unimed convida: estampe seu desejo, aplique na pele, diga para todos.


Média (0 Votos)
Avaliar: