Voltar

Mala da Maternidade: aprenda como organizar e quais itens levar

Mala da Maternidade: aprenda como organizar e quais itens levar

Organizar a mala de maternidade antecipadamente é muito importante para não esquecer nenhum detalhe no momento do nascimento! Encontre nesse guia tudo que precisa saber.

Mala da Maternidade: aprenda como organizar e quais itens levar

26 Janeiro 2018

 

Vamos arrumar a sua Mala da Maternidade? Chegou o momento que você mais esperava! 

 

Arrumar a mala da maternidade é um misto de emoções. Ansiedade, para ter logo o seu bebê nos braços; medo do que está por vir; dúvidas sobre o que deve ser levado e uma felicidade que não cabe em mala nenhuma.

 

Descubra o que está mudando em seu corpo e com o bebê nos instantes finais de gestação, neste artigo que mostra tudo o que acontece durante a gravidez, semana a semana.
 

Esses momentos quase sempre são cercados de muita ansiedade. 

 

Móveis, decoração, lembrancinhas, enfeite da porta do quarto, enxoval e a famosa mala da maternidade são algumas das demandas que passam a fazer parte do dia a dia de papais e mamães. 

 

Para que essa tarefa não seja estressante e você consiga curtir esses momentos finais de gestação, preparamos uma lista dos itens que compõem a mala da maternidade. 

 

Esperamos contribuir para que todos passem por esse momento de maneira mais leve e tranquila.

 

Neste artigo, você vai aprender:

 
  • O que levar na mala da maternidade
  • Lista da mala da maternidade: itens essenciais
  • Quando é o melhor momento para arrumar a mala da maternidade 
  • Como montar a mala da maternidade: passo a passo
 

Boa leitura!

O que levar na mala da maternidade

 

A mala da maternidade deve conter itens essenciais para ficar de 2 a 4 dias fora de casa

 

A mala da maternidade é um item muito importante para as mamães e papais. Ela deve conter tudo que será necessário nos primeiros dias do recém-nascido. 

 

Assim que o bebê nasce, existe um período de adaptação, reconhecimento e conexão. Como esses primeiros dias se passam no hospital, longe do lar da família, é a mala da maternidade que vai garantir os itens básicos para transformar aqueles momentos. 

 

IMPORTANTE: antes de você sair colocando qualquer coisa na sua mala, lembre-se de conferir com a maternidade quais itens são sugeridos por eles, pois as peças ou quantidades podem variar de um local para o outro. 

 

Você vai precisar levar roupas e itens de higiene para você e para seu bebê. É importante não esquecer dos itens pessoais para quem vai acompanhá-la durante os dias no hospital. 

 

Em relação às roupas para o bebê, opte por aquelas com abertura frontal e botões de pressão para facilitar as trocas. 

- O que NÃO levar na mala da maternidade

Na mala de maternidade vão os itens essenciais para que os primeiros dias com seu bebê sejam tranquilos e nada falte. Por isso, ela não deve ser muito complexa. Lembre-se que você poderá ficar por até quatro dias no hospital, em caso de cesárea.

 

Não há necessidade de a mala ser muito grande. Evite levar itens de decoração, roupas de cama ou de passeio. O seu recém-nascido precisa de roupas confortáveis. Por isso, não compre peças com zíper ou velcro. Esses materiais podem acabar machucando ou incomodando seu bebê. 

Lista da mala da maternidade: itens essenciais

Existem alguns itens que são indispensáveis na mala maternidade. Uma coisa é deixar para trás um cotonete ou algodão. Mas se esquecer da roupinha para sair da maternidade, por exemplo, é um problemão. 

 

Para evitar isso, listamos abaixo os itens básicos que você precisa considerar na hora de montar sua mala de maternidade. Lembre-se do que falamos antes: consulte as recomendações da sua maternidade. Em geral, as listas de maternidade são assim:

 

- O que levar para o bebê?

 

O recém-nascido precisa se manter quentinho e limpinho. Se ele nascer em períodos de temperaturas frias, as toucas, luvas, meias e cobertores são essenciais. 

 

Ainda que seu corpinho seja quente, o bebê tem mais dificuldades em controlar o calor corporal, sendo mais propenso à hipotermia. Por isso, não leve roupinhas curtas, ele ainda é muito pequeno para ficar exposto. 

 

Lembre-se também que ainda na maternidade, o bebê precisa passar por exames importantes, entre eles, o Teste do Pezinho. Clique e saiba mais sobre esse e outros exames essenciais para os primeiros dias do bebê.
 

Vamos à lista, então, dos itens mais importantes para o seu bebê e que não podem ficar de fora da sua mala da maternidade: 

  • 6 body
  • 6 mijões
  • 6 macacões
  • 6 pares de meia
  • fraldas de boca
  • 2 casaquinhos com botões na frente
  • 1 xale ou cobertor
  • 1 conjunto de roupa para saída da maternidade
  • 2 mantas
  • 1 pacote de fralda descartável
  • 1 escova para cabelo
  • 2 toalhas fraldas (algumas maternidades oferecem as toalhas de banho, mas caso precise, esse modelo é o indicado para a pele sensível do bebê)
  • sabonete líquido de glicerina (PH neutro)
  • cotonetes
  • álcool 70%
  • bolinhas de algodão
  • pomada para assadura
  • 1 sacolinha para roupas sujas

- O que levar para a mamãe?

 

A mamãe estará nervosa e ansiosa para conhecer o seu bebê. Se o parto for cesárea, terá dias de recuperação em que estará mais frágil. 

 

Por isso, cuidar para que os pertences levados ao hospital sejam confortáveis é essencial. Também é importante que ela se sinta bem. 

 

Assim, se a mamãe for bastante vaidosa e gostar de maquiagem, pode levar algumas coisas simples, para que ela possa se sentir bonita nesses primeiros dias. Muitas mães, inclusive, passam um rímel para o momento do parto. Isso não é nenhum problema, desde que tudo esteja autorizado pelo seu médico. 

 

Os itens essenciais para a mala da maternidade da mamãe são: 

  • 2 ou mais camisolas, ou pijamas com abertura frontal
  • 1 roupão
  • calcinhas confortáveis
  • meias
  • sutiãs próprios para amamentação
  • absorventes para os seios
  • produtos de higiene pessoal, incluindo absorvente noturno
  • chinelo para o banho
  • chinelo ou pantufa para o quarto (opte por modelos que sejam fáceis de calçar e não sejam escorregadios)
  • 1 muda de roupa para a saída da maternidade
  • 1 cinta pós-parto
  • produtos de higiene pessoal, como escova de dentes, creme e fio dental, shampoo, condicionador, sabonete, desodorante, hidratante e escova de cabelo
  • kit maquiagem (batom, rímel ou delineador, blush, demaquilante)
  • presilhas, caso você tenha cabelo longo
  • 1 sacola para roupas sujas
 

Você também pode levar sua almofada de amamentação, para facilitar.

 

- O que levar para seu parceiro?

 

As mamães têm direito a um acompanhante durante seu período no hospital. Pode ser o pai do bebê, ou também outro familiar, amigo que a mãe escolher. 

 

Essa pessoa irá dormir com mamãe e bebê no quarto, e estará lá para auxiliar e tranquilizar nestes dias de adaptação. Por isso, a mala maternidade precisa, também, considerar os pertences do acompanhante. Alguns itens essenciais são: 

 
  • pijama
  • produtos de higiene pessoal
  • cueca/calcinha
  • muda de roupa
  • sapatos confortáveis
  • chinelo
  • celular e carregador
  • lanchinhos

 

- Documentos e detalhes que não podem ser esquecidos

Os documentos precisam estar corretamente separados na mala de maternidade, pois caso contrário você terá problemas na internação. 

 

Os documentos básicos exigidos são: 

 
  • RG e CPF ou Carteira de Habilitação da mamãe e do acompanhante
  • carteirinha do plano de saúde
  • carta do seu médico, cartão do pré-natal ou cartão da gestante
  • autorização do plano de saúde
  • últimos exames feitos durante a gestação
  • plano de parto, se existir
 

Quando o bebê nascer, o papai precisará ir ao cartório fazer a Certidão de Nascimento. Então, lembre-se de deixar tudo acertado em relação ao nome da criança, bem como demais documentos exigidos. Alguns hospitais contam com cartório já dentro do hospital. Informe-se com seu hospital sobre os valores e pré-requisitos.

 

Verifique, com seu médico e com o hospital, se você precisar providenciar alguma outra documentação que não esteja listada aqui. Não deixe para a última hora!

- Itens de higiene

Já citamos, anteriormente, os itens de higiene separados por mamãe, parceiro e bebê. Você ficará alguns dias no hospital, e precisará tomar banho e cuidar de sua higiene. Não esqueça de montar uma necessaire com todos os itens que você costuma utilizar em sua casa. 

 

Cuidado, porém, com os itens de banho para o bebê. A pele do recém-nascido é extremamente sensível. Assim, você precisa escolher sabonetes neutros, evitando alergias

 

Evite, também, levar produtos com cheiro muito forte, como hidratantes, desodorantes ou perfumes. O cheiro forte pode desencadear um processo alérgico ou intoxicação, resultando em uma crise respiratória ou reações na pele. 

- Outros itens para separar

Na mala da maternidade, você já tem o essencial para passar os próximos dias no hospital com tranquilidade. Mas existem alguns itens que você não pode deixar de levar ao hospital: 

 
  • celular e carregador, para manter-se em contato com os familiares, mandando notícias da mamãe e do bebê
  • câmera fotográfica, para registrar os primeiros dias do pequeno
  • bebê conforto, para que vocês possam deixar o hospital com segurança
  • lembrancinhas para agradecer as visitas
  • quadro para a porta do quarto
  • álcool gel para as visitas
  • adaptador de tomada
  • secador de cabelo
  • caixinha de som (cuidado com o volume!)
  • bebidas ou petiscos para recepcionar os visitantes
  • lista das pessoas que você deseja avisar do nascimento, para não esquecer de ninguém

Quando é o melhor momento para arrumar a mala da maternidade? 

A gestação é um período que pode ser de muitas surpresas. Apesar de esperamos que o bebê nasça a termo, alguns imprevistos podem acontecer e exigir que o parto aconteça antes do esperado.

 

Por isso, a dica é começar a preparar a mala três meses antes da data prevista para o parto. Pelo menos com um mínimo de itens, como garantia. Assim, caso você seja pega de surpresa, os itens essenciais da maternidade já estarão organizados.

Como montar a mala de maternidade: passo a passo

 

Para montar a mala de maternidade, lembre-se de não misturar as roupas do bebê com as suas

 

Hora de montar sua mala maternidade. Existem mamães que optam por comprar os kits próprios para isso, que já vem com malas para bebê e mamãe, separados.

 

Investir especificamente em uma mala da maternidade não é obrigatório. Você pode, tranquilamente, utilizar uma mala de viagem comum. O importante, porém, é que você jamais misture as roupas do bebê com as suas ou de seu parceiro.

 

O recém-nascido ainda não tem imunidade para entrar em contato com alguns organismos presentes nos adultos. Não à toa que lavamos as roupas do bebê com produtos especiais, certo? 

 

Então, independentemente de qual a mala escolhida, vamos começar sua montagem! 

- Passo 1: confira a lista

Verifique a listagem com as sugestões deste artigo ou com as orientações repassadas pela maternidade. 

 

Separe todos os itens e deixe, de forma organizada, em cima da cama, para uma conferência final. 

- Passo 2: mantenha documentos em bolsos de fácil acesso

Os documentos para internação não precisam estar dentro da mala da maternidade, até porque você precisa deles no seu dia a dia. 

 

Mantenha-os, sempre, em um local de fácil acesso e sempre presentes com você. Assim, não há o risco de esquecer nenhum documento importante, caso precise ir às pressas ao hospital. 

- Passo 3: separe as roupas com o clima e a estação em mente

Antes de preparar a mala, lave a roupa do bebê com sabão neutro, sem amaciante, e passe todas as peças. 

 

Essa etapa é importante para que elas não contenham nenhum microorganismo que possa prejudicar a pele sensível do seu bebê. Passar as peças também elimina resquícios, incluindo de animais, como aranhas e mosquitos. Não pule esta etapa. 

 

Com tudo limpo e passado, separe as roupas solicitadas na lista. Considere a temperatura prevista para o nascimento do bebê. Lembre-se que, mesmo que seja quente, é recomendável que os bodys sejam de manga longa. 

 

O recém-nascido sente mais frio e não pode ficar exposto em seus primeiros dias.

- Passo 4: considere quantos dias você passará na maternidade

Você pretende realizar o parto normal ou uma cesárea? Dependendo da opção escolhida, o tempo que você ficará no hospital irá mudar. 

 

Se for parto normal, você deve voltar para casa em 1 ou 2 dias. Nos casos de cesárea, você poderá ficar no hospital até 4 dias. Isso, claro, considerando que nenhum imprevisto aconteça durante o nascimento do seu bebê. Estamos torcendo para que você volte para casa quanto antes! 

 

Tendo isso em mente, calcule quantas mudas de roupa e roupa íntima, bem como a quantidade de fraldas e absorventes, você poderá precisar. 

- Passo 5: deixe a mala em um local acessível e fácil de lembrar

Com tudo dentro da mala maternidade, dobradinho e organizado, deixe-a em um local fácil de lembrar e com acesso prático. 

 

Já pensou entrar em trabalho de parto e esquecer onde guardou a mala da maternidade? 

 

Apenas para reforçar: você não precisa comprar uma mala da maternidade específica para a função. Mas, lembre-se: é importante que você, jamais, misture os itens dos adultos com os do bebê. Entendido? 

Conclusão

 

A mala da maternidade deve conter os itens essenciais para os primeiros dias pós-parto, mas não exagere

 

Organizar a mala da maternidade é um momento cheio de expectativas, ansiedades e carinho. É uma das últimas preparações para a chegada do bebê e envolve escolher as roupas e itens que farão parte dos seus primeiros dias com ele, longe de casa.

 

O final da gestação costuma ser de muita ansiedade, especialmente para a mamãe, que se prepara para se despedir do barrigão e, finalmente, sentir seu bebê nos braços. 

 

Por isso, é fácil deixar algum item para trás na hora de arrumar a mala da maternidade – ou, pelo contrário, exagerar e acabar levando muito a mais que o necessário.

 

Considere as dicas deste artigo para ficar preparado e tranquilo, podendo curtir o momento mais importante de sua vida. 

 

Lembre-se, também, de conversar com o seu médico e com a maternidade escolhida para o nascimento do bebê. As orientações podem variar de lugar para lugar, e é importante que você respeite as indicações do local escolhido. 

 

Para ler mais sobre a magia de gerar e educar um filho, confira nossos artigos sugeridos:

   

Tem algum item que você acredita que tenhamos deixado de fora? Deixe um comentário para a gente com suas sugestões ou dúvidas.

 

Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (22 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em