Voltar

Abandone o sedentarismo

Abandone o sedentarismo

Abandone o sedentarismo

19 Março 2018

 

No dia 10 de março é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo. A data propõe uma reflexão sobre as consequências que esse hábito pode causar para a saúde e a necessidade de mudar o estilo de vida.

O sedentarismo pode ser definido como a ausência ou insuficiência  de atividades físicas. Segundo o estudo do IBGE, em parceria com o Ministério do Esporte, seis em cada dez pessoas com 15 anos ou mais não praticavam esporte e/ou atividade física em 2015. São mais de 100 milhões de sedentários no Brasil, contra 61,3 milhões que se consideram ativos.

A facilidade da vida moderna trouxe acomodações que estimulam o sedentarismo. Uma caminhada até a padaria, por exemplo, agora é encaixada no trajeto que estamos fazendo de carro. Aproveitar um dia bonito para andar de bicicleta também é facilmente trocado por uma tarde na frente da televisão ou do computador.

A falta do exercício pode acarretar diversas doenças, como a hipertensão, obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares. Não espere o corpo apresentar sinais para você se exercitar, é preciso entender a importância desse hábito para a manutenção da saúde.

Os benefícios de realizar atividades físicas são diversos, entre eles o aumento da capacidade cardiopulmonar, controle e diminuição da pressão arterial, redução do peso corporal, melhora da autoestima, redução do colesterol e controle de estresse, ansiedade e depressão.

Os órgãos públicos e planos de saúde estão investindo em medicina preventiva para promover a saúde de forma inteligente. Os grupos de corrida, por exemplo, incentivam os segurados a praticarem uma atividade física com acompanhamento de um profissional adequado.

Podemos nos exercitar durante as atividades realizadas na nossa rotina, como trocar o elevador pelas escadas, passear com o cachorro e estacionar o carro mais longe para ir caminhando até o trabalho. São formas eficientes de evitar o sedentarismo para aqueles que não têm muito tempo para se exercitar em uma academia ou na rua. 

Procure uma modalidade que você goste de praticar, fica mais fácil ela se tornar uma rotina. Além disso, você estará estimulando o seu bem-estar físico e mental.

Escrito por Leila De Souza Lemos, educadora física da Unimed Grande Florianópolis.

 


Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


  • Mulher e homem conversando acompanhando um tablet
  • Mulher sentada na grama e acessando o tablet - Tire suas dúvidas
  • Meu Clube Unimed