Voltar

Atividade física, um bem para todos

Atividade física, um bem para todos

Os efeitos da prática de esporte e alternativas para estimular o movimento a quem permanece muito tempo sentado.

Atividade física, um bem para todos

Os efeitos da prática de esporte e alternativas para estimular o movimento a quem permanece muito tempo sentado.

18 Abril 2018

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo e no Brasil ela cresce consideravelmente, de modo que mais de 50% da população está na faixa de alerta. Entre crianças, estaria em torno de 15%. Embora os dados revelem uma realidade que confronta a ideia de sentir-se saudável, viver com saúde é uma unanimidade e a busca por essa condição requer controlar a alimentação e praticar atividades físicas.

A mesma organização sugere que todas as pessoas adotem exercício físico da infância à terceira idade, o que significa movimentar-se em todas as faixas etárias. Mas antes de iniciar qualquer movimento, o indivíduo precisa se certificar de que a modalidade escolhida não oferece riscos à saúde nos aspectos cardio-respiratório-metabólico ou em relação a lesões. “Uma avaliação médica pode não só minimizar esses riscos, como proporcionar a escolha do tipo de atividade ideal para cada pessoa“, alerta o coordenador técnico dos programas de Alimentação Saudável e Unimed Movimento da Unimed Grande Florianópolis, Dr. Raul Wittman.

Na entrevista abaixo, Dr. Raul, que também é médico de família e comunidade, fala sobre os efeitos da atividade física a curto e a longo prazo e alternativas para estimular o movimento àqueles que permanecem muito tempo sentados.    

Fuga do sedentarismo e disposição para tarefas do dia a dia são alguns efeitos sentidos pela prática do exercício físico?
Dr. Raul Wittman: Certamente existem esses benefícios que já podem ser percebidos nas primeiras semanas de treinamento. Mas além da melhora da disposição, também podemos destacar melhora dos padrões de sono e concentração; melhor controle dos níveis da pressão arterial, da glicemia, do colesterol e dos triglicerídeos; um incremento das massas muscular e óssea, além de um melhor controle emocional em situações de depressão, estresse e ansiedade. Também são observados aumento da longevidade por diminuição de doenças cardiovasculares e de diversos tipos de cânceres. 

Existe algum período de tempo por dia/semana para praticar atividade física?
Dr. Raul Wittman: Existem recomendações específicas de prática de exercícios para cada faixa etária. Além disso, cada pessoa possui um organismo diferente, havendo diferenças também na prescrição. De um modo geral, a OMS indica que se pratique ao menos 150 minutos de exercícios semanais, devendo-se incluir atividades aeróbicas e de força nesse montante. Para benefícios adicionais à saúde está indicada a prática de 300 minutos de exercícios semanais em todas as faixas etárias, devendo-se dosar a intensidade, frequência, duração e especificidade do treino de acordo com a faixa etária e a individualidade de cada praticante. 

É correto não permanecer muito tempo sentado ou na frente da televisão/computador? 
Dr. Raul Wittman: Ficar até 30 minutos em posição sentada não chega a ser prejudicial para a maioria das pessoas. Porém, a permanência nessa posição por mais de duas horas pode causar problemas circulatórios e ortopédicos, principalmente na coluna lombar. Recomenda-se às pessoas que trabalham em frente ao computador movimentos, sejam de alongamentos, pequenas caminhadas ou ginástica laboral, ao menos a cada duas horas. 

Para quem pratica ou deseja iniciar uma atividade física, o Unimed em Movimento oferece assessoria técnica para caminhada e corrida aos clientes do plano, com treinos semanais em Florianópolis e São José. Informe-se pelo site como fazer parte. 


Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


  • Mulher e homem conversando acompanhando um tablet
  • Mulher sentada na grama e acessando o tablet - Tire suas dúvidas
  • Meu Clube Unimed