Voltar

Coronavírus: médico dá dicas de como se proteger

Coronavírus: médico dá dicas de como se proteger

Casos em Santa Catarina são investigados e estado continua em alerta.

Coronavírus: médico dá dicas de como se proteger

Casos em Santa Catarina são investigados e estado continua em alerta.

3 Fevereiro 2020

Com duas suspeitas de coronavírus em Santa Catarina, do total de 16 em todos o país (de acordo com o levantamento realizado pelo Ministério da Saúde na tarde de ontem, 2/2) o estado está em alerta. Na China, onde o novo vírus surgiu, mais de 360 mortes foram confirmadas, razão pela qual os órgãos de saúde oficiais emitiram uma nota aconselhando que viagens ao país asiático sejam evitadas, salvo em casos de extrema urgência.

Para o infectologista do Hospital Unimed, Dr. Cleyton Gregory Silva (foto), é importante ter atenção redobrada com sintomas comuns ao da gripe e sensação de falta de ar, que se assemelham aos sinais do novo coronavírus. Por isso, saber do paciente se ele viajou para a China recentemente ou conviveu com pessoas vindas de lá ajuda a compreender de qual quadro condiz o paciente. “Mas tudo é esclarecido pelos exames”, complementa.

Os sintomas
Pessoas infectadas pelo coronavírus apresentam falta de ar e sintomas de quadro gripal (dores pelo corpo e sensação de fraqueza, febre, tosse e dor de garganta).

Sinais de alerta
Apresentar os sintomas citados acima, combinado com viagens recentes aos locais de transmissão de risco da doença ou contato com pacientes confirmados ou suspeitos de infecção pelo novo coronavírus.

Principais medidas ao apresentar os sintomas
Ao procurar atendimento em um serviço de saúde, avisar imediatamente os profissionais sobre os sintomas e que esteve em áreas onde existe circulação do novo coronavírus, recentemente;
Colocar imediatamente máscara cirúrgica;
Higienizar as mãos constantemente com álcool gel ou água e sabão;
Não circular em ambientes de aglomeração;
Ao tossir, cobrir boca e nariz com lenço descartável ou o antebraço, lavando frequentemente as mãos.

No Hospital Unimed não há casos suspeitos do novo coronavírus, contudo, máscaras são distribuídas aos pacientes que apresentam sintomas de doenças respiratórias virais, como a gripe, para que não haja transmissão. A medida faz parte das recomendações do protocolo de atendimento para infecção respiratória aguda, do Ministério da Saúde. Higienização das mãos e etiqueta da tosse (cobrir boca e nariz com lenço descartável ou o antebraço) somam-se a outras medidas preventivas.